Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Prefeitura de Londrina, por meio da Fundação de Esportes de Londrina (FEL), encerrou na quarta (14) o período de inscrições para os projetos esportivos interessados em receber benefícios, em 2018, pelo Programas de Incentivo com recursos do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (FEIPE). Ao todo, 83 projetos, referentes a diversas modalidades esportivas, registraram inscrição e serão analisados no processo de seleção do Edital de Chamamento Público nº 001/2018, disponível na edição 3.435 do Jornal Oficial do Município.

Os envelopes contendo os projetos foram abertos ontem (15), na sede da FEL, por uma Comissão Especial, em reunião aberta a todos os proponentes e interessados. Foram inscritos projetos em todos os segmentos abrangidos pelo edital: 30 no programa de Modalidades Alternativas, 23 no Programa de Formação Esportiva da Juventude, 20 no Programa de Incentivo ao Desenvolvimento do Esporte Adulto, 8 no Programa de Esportes para Pessoas com Deficiência, e outros 2 no Programa de Apoio às Ligas Esportivas Londrinenses.

O edital de seleção contemplará 47 modalidades esportivas e outras 10 modalidades direcionadas exclusivamente para pessoas com deficiência. O processo ainda disponibiliza vagas para programas de práticas alternativas e de apoio às ligas esportivas locais. Serão beneficiadas modalidades como atletismo, basquete, futsal, handebol, natação, judô, Karatê, Taekwondo, voleibol, tênis de mesa, xadrez, rugby, entre outros esportes.

De acordo com o presidente da FEL, Fernando Madureira, a quantidade de projetos inscritos no FEIPE para 2018, somente neste primeiro edital, praticamente dobrou em relação a 2017, quando cerca de 47 projetos foram contemplados com investimentos do Fundo. “Para este ano, a Prefeitura aumentou os recursos do FEIPE, bem como a oferta de modalidades esportivas a serem contempladas, e o resultado inicial foi uma procura ampla e muito positiva de pessoas interessadas em ter seus projetos selecionados. No próprio período de inscrições, muitos proponentes já nos procuraram antecipadamente para tirar dúvidas, e procuramos atendê-los da melhor forma possível para que todos tenham chances de serem escolhidos”, disse.

Madureira enfatizou que a Prefeitura investirá, em 2018, cerca de R$6 milhões por meio do FEIPE, valor quase duas vezes maior que os R$3,1 milhões aplicados pelo Fundo no ano anterior. Para atender a demanda do edital de seleção, em andamento, estão sendo disponibilizados R$4.790.000,00. “Com certeza, isso vai fortalecer o esporte em Londrina, beneficiando democraticamente uma série de bons projetos para a comunidade, com incentivo ao esporte profissional e a modalidades alternativas, trazendo ações diversas para o esporte de bairro”, avaliou.

Segundo o assessor de Eventos da FEL, Sandro dos Santos, um dos destaques do edital do FEIPE 2018 é a grande concorrência para as vagas dos projetos do programa de Modalidades Alternativas. “Em 2017, este segmento ofereceu 10 modalidades esportivas, sendo que seis projetos participaram da seleção inicial. Já em 2018 são 15 modalidades disponíveis e tivemos uma procura de 30 proponentes. A ampliação permitirá que muitos esportes que antes não eram atendidos possam ser contemplados agora. Nessa modalidade temos projetos inscritos de futsal social, voleibol master, badminton, biribol, softbol, entre tantas outras”, salientou.

Mais projetos - Após a finalização deste edital de seleção, que deve ocorrer em meados de março, a FEL publicará um outro edital do FEIPE, em fase de elaboração.  Nesta fase, poderão ser contemplados projetos de corridas pedestres, esportes nos bairros, eventos de recreação e lazer e incentivo a escolas de iniciação esportiva. A previsão é que o Município aplique um montante de quase R$1 milhão para suprir os custos dos selecionados.

Etapas - Após a abertura dos envelopes de projetos inscritos no edital de chamamento nº 001/2018, a Comissão Especial analisará os projetos apresentados e emitirá parecer opinativo para instrução da decisão do Conselho Administrativo da FEL (CAFEL), que irá avaliar e deliberar para eleger os projetos vencedores, com a publicação do resultado provisório, que será publicado no Jornal Oficial do Município. Os proponentes interessados em interpor recurso contra o Edital de Resultado terão prazo de cinco dias para fazê-lo, contados a partira da publicação.

De acordo com o presidente da FEL, a expectativa é que o repasse da primeira parcela do recurso ocorra já no próprio mês de março, após a celebração dos contratos.

Investimento - O recurso do edital de chamamento inicial (nº 001/2018) será destinado ao custeio de cinco programas diferentes: Programa de formação esportiva da juventude (até R$ 1.940.000,00); Programa de incentivo ao desenvolvimento do esporte adulto (até R$ 1.785.000,00); Programa de apoio às ligas esportivas londrinenses (até R$ 465.000,00); Programa de esportes para pessoas com deficiências (até R$ 225.000,00); Programa de modalidades alternativas (até R$ 375.000,00).

Sobre o Feipe -  O Fundo foi criado no dia 6 de dezembro de 2002, pela Lei Municipal n° 8.985, com o objetivo de incentivar a prática de esportes na cidade de Londrina. Sua finalidade é designar recursos aos diferentes projetos esportivos. As entidades interessadas apresentam propostas, e após analisadas e habilitadas, firmam convênios com a FEL.

Uma vez firmado o convênio, ele é executado pela entidade durante o ano. Os recursos do FEIPE são repassados em parcelas e a cada parcela o convenente presta contas da aplicação de recursos. Uma vez aprovada a prestação de contas, o recurso da parcela seguinte é disponibilizado. Os convenentes ficam responsáveis por representar Londrina em competições estaduais e nacionais, e desenvolver a sua modalidade junto aos londrinenses durante a vigência do convênio.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios