Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O atleta Matheus Adma se tornou campeão brasileiro e mundial de jiu-jitsu (BJJ Pro) 2018 NOGI, mas devido a uma lesão ocorrida durante a conquista do campeonato, o atleta precisou deixar os tatames e passou por um período difícil em sua vida pessoal e desportiva. Sem condições de manter a rotina de treinamento, o sonho de voltar a competir parecia cada vez mais distante.

No entanto, mostrando superação, Matheus voltou a treinar  e participou da competição mundial de jiu-jitsu deste ano, realizada em 30 de agosto em Fortaleza: "Eu rompi o ligamento na final do mundial do ano passo, e isso me fez ficar afastado dos treinos de jiu-jitsu. Mas não me deixei abater e meses antes voltei a treinar, com todo o foco e dedicação”.

Conquistas

Adma conquistou a medalha de prata em sua categoria, chegando muito perto de conquistar o bicampeonato mundial. O atleta revela que já estava desacreditado por muitos de que iria ter condições de competir novamente: “muitos achavam que eu jamais teria condições de estar pronto para competir em tão pouco tempo, ou que o rompimento do meu ligamento iria me tirar definitivamente dos tatames. Provei que eles estavam errados e provei pra mim mesmo que é possível. Vim em busca do ouro, mas sair do mundial com a medalha de prata é uma grande vitória para mim”.

Preparação

Matheus revela que a sua preparação para o mundial o levou ao extremo para estar em sua melhor forma: “nos últimos dois meses segui treinando duas vezes por dia, apesar de ter uma rotina intensa de trabalho como CEO do grupo Oxigênio. Dormia pouco, treinava muito, mas tudo por um objetivo maior. Ano que vem quero vir ainda mais forte para conquistar o meu segundo bicampeonato”.

Fabiano de Abreu/ MF Press Global

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios