Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Esportes 06/06/2017  08h56

Nasf realiza projeto de judô para crianças de 7 a 11 anos

Alunos que obtiveram boas notas e bom comportamento na escola e em casa receberão um judoguis, que é a roupa adequada à prática do judô

Para estimular as crianças da região norte a praticarem uma atividade física e aprenderem mais sobre princípios e valores para o bom comportamento, o educador físico do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), Wellington Berbel, está desenvolvendo um projeto de judô com estudantes de 7 a 11 anos.

Na sexta-feira (9), às 15h30, haverá uma solenidade para as crianças e seus familiares na Usina do Conhecimento, localizada na Avenida Claudete de Souza, 677, no Conjunto Parigot de Souza I. Aquelas que cumpriram os requisitos estabelecidos entre a parceria das secretarias municipais de Educação e de Saúde, como a obtenção de notas acima de 7,0 no bimestre, bom comportamento em casa, na escola e nas aulas de judô e que entregaram as carteirinhas de vacina em dia vão receber um judoguis, que é a roupa adequada à prática do judô. A expectativa é que 80 pessoas participem da solenidade.

O educador físico do Nasf explicou que dos 35 alunos participantes, cerca de 20 receberão a vestimenta própria para o esporte. Os demais já têm o uniforme reservado, mas não receberão porque não cumpriram as metas estabelecidas. “Esperamos que a cerimônia de entrega do judoguis sirva de estímulo aos demais, para que eles também se esforçem para obter notas boas no segundo bimestre, melhorem o comportamento em casa e na escola e assim possam participar da segunda solenidade de entrega que deve acontecer no final de julho”, explicou.

O objetivo do projeto é incentivar nas crianças os valores e princípios de bom comportamento, como a disciplina, o respeito aos mais velhos, a solidariedade humana para o melhor bem-estar individual e universal, entre outros.

A atividade de contraturno escolar acontece todas as quartas e sextas-feiras, das 14h30 às 15h30 e das 15h30 às 16h30, na Usina do Conhecimento. Os participantes foram escolhidos de acordo com alguns critérios como a suspeita de transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), obesidade infantil ou por se encontrarem em situação de desproteção social.

As crianças que precisam também têm acompanhamento da equipe de profissionais do Nasf, como fisioterapeutas e outros, e podem ser encaminhadas aos grupos das Unidades Básicas de Saúde (UBS).  

A parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde e de Educação acontece nas escolas municipais Ignez Corso Andreazza, Jovita Kaiser, Moacyr Camargo Martins, Sonia Parreira Debei, Professor Juliano Stinghen e Cláudia Rizzi.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios