Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Intenção é fortalecer o ensino de esportes para pessoas com deficiência e estimular o crescimento das modalidades; Londrina terá um atleta disputando as Paralimpíadas em Tóquio

Visando ampliar a divulgação do esporte paralímpico e o acesso às modalidades para pessoas com deficiência, a Prefeitura de Londrina, por meio da Fundação de Esportes (FEL), está fechando uma parceria com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Nesta quinta-feira (5), às 10h, no gabinete do prefeito Marcelo Belinati, será assinado um termo de cooperação entre as partes para oficializar o acordo. A iniciativa permitirá a soma de esforços e apoio mútuo para o desenvolvimento de ações junto à rede municipal de ensino, além de mobilizar e capacitar profissionais que atuam nas áreas de atividades físicas e esportivas.

No encontro, além do prefeito de Londrina, estão previstas as participações do presidente da FEL, Marcelo Oguido, do presidente do CPB, Mizael Conrado, além do vereador Fernando Madureira, líder do prefeito no Legislativo, que atuou na articulação dessa parceria.

O plano de fortalecimento da divulgação e inclusão a este segmento esportivo na cidade irá ocorrer, inicialmente, pela aplicação de cursos de capacitação profissional no esporte paraolímpico. Serão ofertadas capacitações on-line com conteúdos para preparar educadores físicos de escolas municipais, e de projetos conveniados com o Município, para que possam estar aptos a ensinar esportes para alunos e outras pessoas com deficiência. Assim, principalmente crianças, adolescentes e jovens terão oportunidade de conhecer mais sobre as modalidades e praticá-las na cidade.

Paralelamente, as capacitações serão divulgadas para os projetos patrocinados pela FEL, via Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (Feipe). Em outros momentos, os conhecimentos poderão ser trabalhados com técnicos, classificadores, árbitros e demais profissionais que possam atuar junto ao esporte paralímpico, conforme os objetivos dos cursos oferecidos pelo Comitê Paralímpico. Londrina ainda pretende empenhar esforços para a realização de mais eventos na cidade envolvendo esportes paralímpicos.

O primeiro curso aplicado será o “Movimento Paralímpico: Fundamentos Básicos do Esporte”, ministrado no formato à distância (EaD), por meio de plataforma específica do Comitê Paralímpico Brasileiro. As atividades são realizadas pelo portal www.educacaoparalimpica.org.br . Este curso foi elaborado por profissionais indicados pelo CPB, em conjunto com a Universidade Federal de Uberlândia e o Instituto Impulsiona. Os participantes recebem certificado de conclusão pelo curso, que possui seis módulos e conta com 46h de carga horária.

O presidente da FEL, Marcelo Oguido, adiantou que a parceria com o Comitê Paralímpico, em um primeiro momento, visa propiciar o intercâmbio de experiências e o engajamento dos professores e profissionais ligados às práticas físicas e esportivas. “É importante que o curso chegue ao maior número de pessoas, levando a noção básica sobre o esporte para pessoas com deficiência, legislação vigente, estrutura, projetos e modalidades. A intenção é levar capacitações para toda a rede municipal, e, posteriormente, buscar meios de expandir para instituições e entidades que trabalham com projetos esportivos, incluindo aqueles patrocinados pelo FEIPE”, contou.

Ainda segundo Oguido, o projeto é um passo para fortalecer mais a categoria do paradesporto, estimulando a prática e ampliando a inclusão. “Trata-se de um segmento que cresce cada vez mais. Londrina conta com projetos esportivos específicos para este público, patrocinados pela FEL. E parcerias assim ajudam a qualificar tecnicamente professores e profissionais, abrindo caminho para que mais atletas e praticantes possam surgir”, disse.

Incentivo

Londrina terá um representante nas próximas Paralímpiadas, que serão disputadas em Tóquio e começam no dia 24 de agosto. Trata-se do atleta Giovane Vieira de Paula, da paracanoagem, que integra a equipe local patrocinada pelo Feipe. Ele disputará a maior competição mundial da modalidade nas categorias KL3 (com caiaque) e na categoria VL3 (com canoa). “Já tivemos outros atletas apoiados pelo Feipe disputando os Jogos Paralímpicos em edições anteriores, e é sempre motivo de orgulho ver este incentivo gerando frutos tão importantes e ajudando mais pessoas a iniciarem a prática de diversas modalidades”, frisou o assessor de Esportes e Eventos da FEL, Sandro Henrique dos Santos.

Santos lembrou que o Feipe, ao longo dos vários anos de programa, já patrocinou e apoiou dezenas de projetos esportivos para pessoas com deficiência. Atualmente, oito iniciativas recebem recursos, contemplando diferentes categorias entre atletismo, basquete em cadeira de rodas, canoagem, goalball, judô, karatê e taekwondo. As práticas estão inseridas no segmento Programa de Esportes para Pessoas com Deficiência, totalizando investimentos de mais de R$ 200 mil.

Ainda segundo o assessor da FEL, Londrina deve receber, em breve, uma etapa do Meeting Paralímpico, do CPB, com competições de atletismo e halterofilismo, abrangendo diferentes categorias. A previsão de realização é para a primeira semana de novembro deste ano. Devem receber as atividades a Universidade Estadual de Londrina (UEL) e o ginásio esportivo do Jardim Bandeirantes, na região oeste.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.