Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ágatha Bednarczuk, medalhista de prata em vôlei de praia nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, foi recebida pelo governador Beto Richa e pelo secretário do Esporte e Turismo do Paraná, Douglas Fabrício, na segunda-feira (29), no Palácio Iguaçu.

A atleta curitibana é bolsista do Programa Talento Olímpico do Paraná (TOP 2016). Ela está entre os 34 atletas e paratletas do TOP, de 19 diferentes modalidades, que se classificaram para os jogos no Rio de Janeiro.

“Ter uma atleta que chegou ao pódio no principal evento esportivo do mundo valoriza as ações do Governo do Paraná na área do esporte”, afirmou o governador. “O TOP 2016 é o maior programa estadual de incentivo ao esporte e garante importantes resultados, como a medalha de prata da Ágatha, esta atleta que muito nos orgulha”, disse Richa.

A experiência de conquistar uma medalha olímpica em solo brasileiro emocionou a jogadora. “É outra sensação entrar em uma arena e disputar medalha no Brasil. Esta medalha é de todos nós, estou recebendo muito carinho”, comentou ela.

O secretário Douglas Fabricio disse que o TOP é o maior programa de incentivo ao esporte do Brasil em âmbito estadual. “Esta conquista é muito importante para o Paraná e o Brasil. A medalha de prata é a confirmação dos bons resultados”, diz o secretário. Em 2016, o programa chegou a incluir 1600 bolsistas.

Incentivo

Ágatha contou que batalhou muito para chegar até a medalha de prata na Olimpíada e que no início de sua carreira, há 23 anos, não pode contar com o apoio do Estado ou de patrocinadores. “Por isso considero o TOP um programa importantíssimo, principalmente para a base. O meu início foi difícil, então se você conseguir amenizar o trabalho dos atletas que estão começando, com certeza não vão se perder talentos”, afirmou a atleta.

“Muitos talentos se perdem no caminho por causa da dificuldade de se praticar esporte no Brasil. Eu torço para que esse programa continue e aumente o seu público. Só tendo um trabalho pensando em longo prazo é que teremos novos talentos representando o nosso Estado”, ressaltou a jogadora.

Em Paranaguá, onde cresceu, ela mantém o Centro de Treinamento de Esportes de Areia, um projeto social voltado para a formação de base de esportes como vôlei de praia, futebol de areia e handebol. Cerca de 350 crianças e adolescentes, com idade entre 7 e 17 anos, participam das ações. O espaço também é utilizado para treinamentos funcionais para adultos.

Conquista

Ágatha a parceira, a carioca Bárbara Seixas (que, após os jogos, anunciou o fim da dupla), enfrentaram a dupla Ludwig/Walkenhorst, da Alemanha, na final do vôlei de praia. O jogo terminou 2 sets a 0, com parciais de 21x18 e 21x14.

Com Bárbara, Ágatha é a atual campeã do circuito mundial, além de ter conquistado a Copa do Mundo 2015, na Holanda, resultado que garantiu à dupla a vaga para a Olimpíada.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios