Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Embalados com o pódio duplo conquistado na etapa mais recente da Stock Car, em Londrina, PR, os pilotos e a equipe Prati-Donaduzzi chegam à quinta etapa da competição, no próximo dia 21 de julho, em Santa Cruz do Sul, RS, com otimismo e carros competitivos. Além disso, contam com um bom retrospecto nesta pista.
Santa Cruz do Sul foi onde a Prati-Donaduzzi conquistou sua primeira vitória em 2014, na época com Antonio Pizzonia. Os pilotos atuais da equipe também possuem um excelente histórico: Valdeno Brito já fez uma pole position e venceu duas vezes no circuito; Julio Campos esteve na disputa direta pela pole no ano passado e possui vitórias nas categorias de base.

Apesar das conquistas, a etapa promete ser muito técnica e vai exigir boa estratégia. 
“Os números já falam muito. Os pilotos têm um retrospecto muito bom, a equipe também. No ano passado, o Julio foi muito bem, fomos primeiro no Q1 [primeira fase do classificatório] e quase largamos na pole por 0s083. Estamos crescendo no campeonato e temos tudo para andar bem”, comenta Rodolpho Mattheis, chefe de equipe da Prati-Donaduzzi.
“É uma pista que eu gosto bastante e tenho algumas vitorias por lá”, fala Julio Campos. “Em 2009, fiz duas poles e duas vitórias em um mesmo fim de semana, quando corri de Stock Light e Pick Up Racing. Já pela Prati-Donaduzzi, consegui um 2º lugar em 2014 e larguei muito próximo da pole no ano passado. Sabemos que o carro está competitivo e quero fazer pontos para tirar a diferença em relação aos líderes”.

Estratégia definirá o maior pontuador de Santa Cruz do Sul

Considerada uma das pistas mais abrasivas do campeonato, o Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul reserva muitos desafios para as equipes. Isso significa alto desgaste dos pneus e dificuldade em obter bons resultados nas duas corridas de domingo. “O maior desafio para as equipes neste final de semana será o desgaste dos pneus”, conta Rodolpho Mattheis. 
“Então, a estratégia de corrida vai contar muito nessa etapa. Dificilmente os pilotos vão conseguir fazer as duas corridas muito bem. Vai ser uma ou outra. Vamos ver muitos pilotos que desistem da primeira corrida e colocam os quatro pneus novos pra ir bem na segunda. Quem ganhar a primeira corrida, vai ter dificuldade de ficar entre os 10 na segunda. Então, teremos de avaliar muito bem como fazer essa estratégia para maximizar os pontos pensando no campeonato”, explica.

Com duas vitórias e dois segundos lugares nessa pista, o experiente piloto Valdeno Brito ressalta que a dificuldade aumentará ainda mais devido às novas regras. 
“É uma pista que gosto, tenho histórico bom, porém vai ser um ano um pouco mais difícil em termos de estratégia. Até ano passado, era obrigado trocar dois pneus e agora só um durante a corrida. Então vai ser um dilema entre tempo ganho nos boxes, tempo ganho na pista, mas eu creio que assim como foi em Londrina, a equipe vai ter um bom carro”, avalia Valdeno.

Rafaella Malucelli/Asimp

Primeiro pódio da história da equipe Prati-Donaduzzi foi em Santa Cruz do Sul, RS. Foto: Cleocinei Zonta.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios