Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Em 10 anos de casa, o técnico da equipe de Basquete do Londrina Bruno Lopes, conquistou diversos títulos com a camisa alvi celeste.

“Eu fui jogador da base e do adulto, depois assistente técnico, até chegar ao cargo de técnico do profissional. Minha trajetória com o Londrina sempre foi de muito amor à camisa e sei dos nossos objetivos. Durante os anos fomos evoluindo e hoje temos uma base forte que disputa todos os campeonatos do estado e alguns nacionais, isso nos enche de orgulho. E a nossa base hoje, coloca diversos atletas no profissional”, conta Bruno.

A cidade de Londrina já foi um grande polo do basquete nacional. Durante alguns anos o esporte ficou “esquecido”, e com a criação da Associação Pé Vermelho, que gerencia o Basquete da cidade, o objetivo é voltar o orgulho do esporte em toda a cidade.

“Ainda não lotamos o Moringão e não chegamos ao NBB (elite do Basquete nacional), mas temos o pé no chão que com nosso esforço isso um dia vai acontecer. Para participar do NBB precisa de muito investimento, é a elite então o custo é alto. Apesar dos vários apoios, não conseguimos chegar no montante necessário para participar, mas temos em mente um projeto para colocar o Londrina na elite do basquete nacional no próximo”, explica.

Em 2019 Bruno conquistou números importantes, como o Terceiro Lugar na Liga Ouro e o título do Brasileiro Universitário. Com essa visibilidade, recebeu o convite para treinar no primeiro semestre de 2020 a equipe do Cerrado Brasília na capital federal.

“Essa decisão particular veio até depois de uma decisão em conjunto da associação em não participar do nacional. Com isso aceitei esse convite e a ideia à principio é ficar lá 6 meses e voltar aqui para Londrina”, conclui Bruno.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios