Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Grupo com nove atletas representa equipe no campeonato mais importante do país. Experientes bem cotados

Sabe aquele momento, aquela competição para a qual um atleta se prepara e espera por toda a temporada? Pois é, ela chegou para um grupo de nove competidores da equipe Londrina/Caixa/IPEC. Neste final de semana, eles prometem levar ao pé da letra a expressão “deixar tudo na pista” sonhando com um lugar ao sol entre os principais atletas do país no Troféu Brasil, a maior competição do atletismo nacional. O torneio será disputado no Estádio do Centro Nacional do Desenvolvimento de Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista (SP), até amanhã (16).

Para cinco deles, a competição não é mais novidade. Mas para um quarteto de jovens que vem crescendo será a primeira oportunidade de competir lado a lado com os melhores atletas adultos do Brasil. Atual campeão paranaense e quinto colocado no ranking nacional sub-23 dos 110 metros com barreiras, Wagner de Lima Santos não esconde a ansiedade. “Bate aquele friozinho na barriga, mas é normal. Me preparei muito para este momento e vou em busca de fazer meu melhor”, contou o jovem de 19 anos. Além dele, Rebeca Benigno Fernandes, da marcha atlética, Beatriz Diogo, do salto triplo, e Pedro Tombolim, dos 800 metros, vão debutar no Troféu Brasil.

Na contramão deste trio estão nomes experientes quando o assunto é a maior competição do Brasil. Lívia Avancini, atual terceira colocada no ranking nacional, foi vice-campeã na edição de 2017 no arremesso de peso. Aos 25 anos e “calejada”, a londrinense mira mais uma vez o pódio. “É sempre uma competição muito dura. Temos os favoritos e também aqueles mais jovens que estão buscando seu espaço. É alto nível e isso exige concentração total em todos os momentos”, ensinou.

O time londrinense no Troféu Brasil ainda terá Alisson Rocha Peres, nos 5000 e 10000 metros, Cezídio Rodrigues Neto, também dos 5000 metros, Adelly Oliveira Santos, nos 100 metros com barreiras, e Shayara Cristina Ribeiro, no lançamento do dardo.

“A expectativa é boa. Temos chances de pódio com os mais experientes, como a Lívia e a Adelly. E para os mais jovens, o mais importante é ganhar rodagem, aprender competindo ao lado dos melhores em suas provas. E porque não sonhar alto? É concentrar e buscar fazer o melhor sempre”, falou o técnico Gilberto Miranda.

A edição 2018 do Troféu Brasil terá a participação de mais de 700 atletas, representando 70 clubes de todas as regiões do país. As provas começam nesta sexta (14) e vão até domingo. O Facebook oficial da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) - facebook.com/oficialcbat - vai transmitir as provas em tempo real.

Rafael Souza/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios