Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Estão abertas as inscrições para o V Desafio das Catedrais 2018, que será realizado nos dias 14 e 15 de dezembro. Com apoio do Município, por meio do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (CODEL) e da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), a caminhada de 130 quilômetros percorre um caminho de Londrina a Maringá, tendo como pontos de partida e chegada as catedrais das duas cidades. As inscrições já estão no segundo lote, e podem ser feitas através do site http://bit.ly/2LnqzL4.

A saída será na sexta-feira (14), na Catedral de Londrina, às 19 horas. O desafio total consiste em percorrer o percurso, até a Catedral de Maringá, em no máximo 24 horas. Para os interessados em participar, é possível escolher entre etapas de 130, 90, 60 ou 30 quilômetros. Os valores de inscrição são diferenciados, por lote e etapas.

Para a diretora de Turismo da Codel, Maitê Morgana Uhlmann, iniciativas como o Desafio das Catedrais estimulam um nicho ainda pouco desenvolvido na região, que é o turismo rural. “Com a consolidação de um evento como esse, conseguimos dar mais visibilidade à nossa região, como local de destino, não só de passagem. Essa caminhada também promove a valorização de Londrina, que é o ponto de partida, e as cidades próximas, envolvendo toda a nossa região. Temos muito para ser visto e conhecido, e nesses roteiros que envolvem várias cidades, é natural que Londrina seja o carro-chefe por conta da infraestrutura que a cidade possui. Por isso é muito importante incentivarmos e desenvolvermos esse tipo de atividade”, ressaltou.

Na última edição do Desafio das Catedrais, dos 152 inscritos, 53 concluíram o caminho de Londrina a Maringá. Segundo o idealizador e organizador do evento, Arnaldo Coelho do Amaral Filho, para a quinta edição a expectativa é que haja cerca de 200 participantes. “Desde o início das inscrições, em julho, já temos 58 confirmações. Inclusive, uma delas é de pessoa com deficiência, e isso é uma novidade para o Desafio, que não é uma maratona, mas se parece bastante”, apontou.

Amaral Filho destacou que o Desafio das Catedrais se assemelha a uma maratona, sem competição. “Por isso não fazemos diferenciação entre os participantes, então esperamos fazer a diferença, incluindo pessoas com deficiência com os que não têm. Isso vai mostrar que todos são capazes, inclusive para aqueles que não acreditam no seu próprio potencial”, frisou.

A ideia para o Desafio das Catedrais surgiu com a experiência pessoal do organizador ao percorrer o caminho de Santiago de Compostela. “Fiz o trajeto em um período delicado da minha vida, e retornei com muitos questionamentos. Voltando de lá, pensei que também poderíamos ter um caminho, aqui no norte do Paraná, para ser peregrinado. E esse é o primeiro objetivo do Desafio, estimular a busca da espiritualidade, a reflexão sobre a vida de cada um, através da experiência que a caminhada proporciona”, contou.

O Desafio das Catedrais também busca desenvolver o turismo regional através da trilha, que percorre a área urbana e rural das cidades de Londrina, Cambé, Rolândia, Arapongas, Sabáudia, Mandaguari, Marialva, Sarandi e Maringá. “Outro objetivo é o de despertar, nessas localidades, o turismo rural, estimulando as pequenas comunidades para o empreendedorismo. Além disso, é feito um levantamento histórico nos locais por onde a caminhada passa. E em cada lugar que paramos, pedimos para alguém da comunidade nos contar sobre aquele lugar, pois aquilo que não sabemos, não valorizamos. E quem nos recebe, ao relembrar a própria história, se sente valorizado, e com isso engrandecemos o caráter histórico dessas pessoas”, complementou Amaral Filho.

Informações sobre o percurso, inscrições e entrega dos materiais estão disponíveis no site do evento, pelo link www.desafiodascatedrais.com.br.

N.Com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios