Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Nem sempre somos capazes de reconhecê-la. Na maioria das vezes até por puro comodismo a esquecemos. Pior do que esquecer até é simplesmente reprimir por medo, covardia, de deixa-la vir à tona e nos entregar o que há de melhor na vida. É que as reações a ela podem não ser as que esperamos. E na maioria das vezes, não são mesmo. O julgamento sempre emperra nosso pensamento. A tal da imagem perfeita nos empurra para o erro maior de não errar e acertar. Não conseguimos diferenciar que o que para os outros parecerá um erro, para nós será o maior dos acertos.

Na força de nossas vontades está sempre a retomada da viagem da vida. Nela é que podemos encontrar, e só nela, a melhor força para retomarmos os caminhos quase interrompidos da vida. É claro que devemos entender também que na força de nossas vontades está sempre em nós. Basta reconhecer que a melhor força de vida está no sentimento das pessoas. Neste sentimento de vida, esperança, luta e sonhos, está a força de nossas vontades. Vontades que convenhamos, são somente nossas, e deveríamos ter também a responsabilidade de assumir, de que só a nós temos a obrigação de prestar contas. Se assim não for, estaremos deixando de seguir as nossas vontades, para nos sujeitarmos as dos outros. E sendo assim, anulando nossa individualidade, para seguirmos as vontades alheias. Tomando decisões não por nosso livre arbítrio, mas determinação de quem vê nossas vidas de fora. E na maioria das vezes nem se importa um pouco sequer com as nossas vontades. Mas com suas vontades. E o pior. Na maioria das vezes, com seus interesses. E não importam quais sejam. Se tem ou não valor para nós. Ou só para seu ver de vida.
 
De qualquer maneira, fica claro que a melhor força está ainda no sentimento das pessoas. A sabedoria está na força de nossos sentimentos. Na força de nossas vontades.
 
A venda nossos livros Ele! e Ele voltou!, dois livros por R$25,00, 14,50x10 estilo cordel, 36 paginas cada. Pedidos ajrs010@gmail.com – pagamento Banrisul e Banco do Brasil.
 
Antonio Jorge Rettenmaier, escritor, cronista e palestrante. Esta coluna está em mais de 90 jornais impressos e eletrônicos do Brasil e Exterior.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL