Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Mesmo que, por acaso, você já espiou dentro da bolsa de uma mulher? E o que encontrou lá?

De tudo, você vai dizer!

Lápis e pinça para sobrancelhas, batons variados, absorventes, piranhas e laços para os cabelos, creme para as mãos e rosto, papeizinhos com anotações, e em algumas mais espertas até preservativos, não? E o que mais? De vez em quando elas encontram lá no fundo de uma das tantas suas bolsas, um anel ou brincos que achavam ter perdido. Não podemos esquecer da pequena agendinha que, quase sempre está vazia, duas ou três canetas que normalmente não escrevem por falta de tinta. Óculos, então, nem se fala! Ah... E se você está ligando agora para sua mulher e ela está demorando a atender, não se preocupe em que ela possa estar fazendo algo errado. Ela está só tentando encontrar o celular, dentro da bolsa.

Um policial rodoviário me segredou uma vez, ter pavor de parar uma mulher na blitz ou barreira, porque, segundo ele, até ela encontrar a carteira de habilitação e os documentos do carro dentro da bolsa... Uma delas,  me contou ele, tirou até um par de sandálias de dentro da pequena bolsa que carregava consigo.

Vocês já viram uma mulher mais estressada procurar alguma coisa em sua bolsa? Como ela faz? Sem dúvida, vira tudo sobre uma mesa, um balcão, um banco de jardim ou até mesmo no chão... E dá-lhe nós a ajudar, correndo atrás das moedas!

Mas o mais importante não está neste verdadeiro arsenal, mas no invisível da bolsa de uma mulher.

Rindo, nós homens gostamos de fazer brincadeiras e piadas em torno das bolsas, mas jamais podemos imaginar o mundo encantado que pode estar dentro delas.

Por exemplo: vai encontrar uma embalagem de bombom de chocolate, e achar que ela guardou lixo, mas nem lembra que aquele papel é do bombom que deu a ela no primeiro encontro de vocês! E já lá se foram vinte anos! E papel do bombom ainda está lá!

Assim como estão lá guardados, o primeiro beijo, o primeiro abraço, o umbigo do primeiro filho de vocês.

Lá também você vai encontrar o abraço, o beijo, o carinho, o afago, que você não deu! Ele guardou a vontade de receber, para um dia quem sabe, trocar por aqueles que aconteceram. É bem capaz de ainda estar esperando, não? Mas todos aqueles que recebeu guardou num cantinho especial da bolsa, que só ela sabe qual é. E pode ter certeza de que mesmo quando ela vira sua bolsa em qualquer lugar para esvaziá-la e tentar achar alguma coisa, nada de seus segredos irá cair. Fazem parte da bolsa.

Não sei, mas sou capaz de apostar que mesmo sem saber, quando alguém rouba a bolsa de uma mulher, ela fica mais triste pelos segredos que possa perder do que pelo que materialmente está dentro dela. Deve ser também pelos mistérios e segredos da bolsa, que quando um ladrão a rouba, logo ali é seguro por alguém.

Mas também como imaginar alguém esperando que uma mulher encontre em sua bolsa a carteira com dinheiro ou mesmo seu celular, para entregá-los ao ladrão?

Que tal se nós déssemos agora um beijo, um abraço, um carinho, para que ela possa trocar pelos que estão em espera em sua bolsa?

Um abraço, até semana que vem!

Escritor, colunista e palestrante, membro da AGEI, Associação Gaúcha dos Escritores Gaúchos.

ajrettenmaier@terra.com.br, fala-serio2009@hotmail.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL