Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Fala Sério! 11/03/2009  10h36

Essas mulheres? São umas chatas!

damos a última palavra! “Sim senhora!” “Já vou!”

Ora bolas! Passamos nossas vidas obedecendo, e ainda achamos que quem manda na casa, somos nós! Claro! Sempre damos a última palavra! “Sim senhora!” “Já vou!”

Lembrando de quando éramos pequenos tinha uma que vinha conferir se a gente tinha lavado direito atrás da orelha! Que saco!

Depois ainda aparecia aquela madrinha mala sempre com um presentinho de arrepiar os cabelos! Um ursinho, por exemplo! E nós loucos por uma bola de futebol!

Nas festinhas de nosso aniversário, sempre tinha uma priminha engraçadinha para ajudar a assoprar as velinhas.

Lá pelos oito anos de idade nos largavam nas mãos de uma outra chata, uma tal de professora. Sempre exigente com nossos deveres de casa, corrigindo nossa maneira de andar e até de falar! Uma chata! Porque será que noventa por cento das professoras usam óculos e estão sempre da cara amarrada? Se soubessem o quanto ficam bonitas quando sorriem! Nossa! Aliás, muitas delas até foram nossos primeiros amores! Sem esquecer que sempre apareciam aquelas menininhas mais assanhadinhas querendo namorar com a gente, e ainda diziam que namoravam! E a gente nem sabia disso! Umas chatas também!

Mais tarde quando já maiores nos interessávamos por uma delas, era uma guerra até conseguir namorar, porque sempre se faziam de difíceis! Chatas! Chatas, mesmo!

Agora quando nos casamos, a coisa enrosca. Vocês já viram quando numa reunião de amigas, falam da gente? Meu marido! Isso mesmo! MEU marido! Pode? Até quando morremos somos ainda propriedade! MEU falecido! Se nos separamos, MEU ex! Ora bolas! Que coisa chata! Enchem a boca quando dizem esse MEU!

Por falar em casamento, dizem que quando Deus fez a mulher, tirou uma costela do homem. Deve ser por isso que quando faz frio, elas sentem saudades das outras costelas e se enroscam na gente como jibóias. E dizem ainda que é tão gostoso dormir “empernadas”! O que cá prá nós, não deixa de ser verdade, não? Uma costelinha, sempre faz bem, não faz? Deve ser por sentir ciúmes das outras costelas nossas, que logo se aproximam com ar de poderosas e possessivas quando outra mulher está conversando com a gente! Isso sem falar naquelas que depois ainda resolvem escolher nossas camisas, calças, meias, cuecas... Elas compram, e nós usamos! Poxa!

Mas no fundo no fundo, vamos concordar que estava certo aquele cara que inventou aquela frase que diz “Que se Deus fez algo melhor do que a mulher fez só prá ele!” Mas será que a gente precisava de algo melhor? Pensando bem...

Só não entendo porque o tal do “DIA INTERNACIONAL DA MULHER!” se afinal de contas, todos os dias, são delas! Bem... Pelo menos deveriam ser! Não?

E nós também!

Duvidam?

Neste mês o Jornal “Capital das Praias” de Tramandaí no Rio Grande do Sul, completa 16 anos. Em quem dar o abraço? Na Jucélia! Mais uma mulher! Parabéns e é bom ter vocês como parceiros.

Com licença. Fui!

Tem uma torneira pingando na cozinha!

Até semana que vem! Já me chamaram!

Um abraço!

AJRettenmaier é membro da AGEI, Associação Gaúcha dos Escritores Independentes.

www.ajrettenmaier.com.br e bate papo com leitores nas terças das 19 ás 21 horário de Brasília pelo fala-serio2009@hotmail.com.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL