Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Você já andou por aí assim? Nem faça! Pode ser preso por vadiagem!Mas que às vezes seria bom e preciso se fazer isso, seria! Principalmente quando se precisa tomar uma decisão e se está numa encruzilhada.

Encruzilhada?  Às vezes, tem gente que confunde as coisas, e pensa logo em uma cidade assim chamada. Na realidade são quaisquer caminhos que se cruzam, dois ou mais, não importa quantos. Tem muita gente que pensa, que para se ter uma encruzilhada, se precisa ter quatro caminhos oriundos de dois. Nada disso!  Poderemos ter três caminhos oriundos de dois, em forma de ipselone, que já será uma encruzilhada. Mas deixemos essa baboseira de lado, e vamos ao que interessa.

Quando você precisa tomar uma decisão,  já pensou em andar à toa pelas ruas da cidade? Pensar até onde cada uma delas pode lhe levar? Que em uma rua qualquer, esquina qualquer, encruzilhada qualquer, pode estar a solução?

Não? Então faça!

O interessante, é que, pensando nisto, cheguei à conclusão que andar numa rua qualquer, sem qualquer destino, pode nos fazer parar na porta de um amigo, de um amor, de uma solução. Não é verdade?

Isto me faz ter certeza de que você também pode sair do emaranhado dos problemas que tenha para resolver, se decidir andar por aí, porque pode até ser que a solução lhe apareça de repente, quando você menos esperar.

Só tem uma coisa. Se ao terminar de ler este texto, você resolver sair por aí, para resolver um problema, leve seus documentos para não ser preso por vadiagem. Não se esqueça de levar também um lenço! Porque você pode, assim como eu, ou qualquer um, em alguma ocasião, por covardia, medo, comodismo, entrar em um beco sem saída, e depois chorar por casa disso. Vai precisar do lenço, ora se vai!

Jamais diga que está numa encruzilhada de sua vida, porque esta vai sempre lhe indicar pelo menos três caminhos à seguir. Podem ser até todos bons, e tomara que seja assim!

Agora, se você disser que está num beco sem saída, tenha a humildade de reconhecer sua burrice, e voltar sobre os passos errados, porque só assim, encontrará os certos.  Mesmo que lhe doa fazer isto, faça, por favor! Na verdade, deixe de ser bobo! Não existe beco sem saída! Se você entrou por ele, pelo mesmo lugar pode sair! Pode doer, mas será sua única chance! Azar seu!  Quem mandou fazer besteira, hein?

Antonio Jorge Rettenmaier, Cronista, Escritor e Palestrante. Esta crônica está em mais de uma centena de jornais impressos e eletrônicos no Brasil e exterior.  Já à venda em ebook PDF nossos livros “ELE!” e “ELE VOLTOU!” Valor de R$30,00 os dois livros. Contatos, ajrs010@gmail.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL