Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Jorge Jr., Edilson, Izone, Borracha, Baita, Marinho e Alemão; Toquinho, Ricardinho, Bruno, Garcia e Zé Roberto

O evento vai reunir grandes craques do passado que vestiram a camisa do Londrina Esporte Clube. O time da Categoria Master, dos ex-jogadores do Londrina com idade acima de 45 anos enfrentará os jogadores da Categoria Sênior, de 35 a 40 anos.

O encontro festivo resgata a história do Glorioso Tubarão que sempre revelou grandes jogadores em suas categorias menores, como Marinho, Tito, Alexandre, Carlão, Alemão, Alencar, Zé Humberto, Zé Roberto e muitos outros.O jogo será dia 10 de outubro, a partir das 16 horas, no Estádio do Café e contará com a presença de dirigentes e ex-dirigentes que vivenciaram a boa fase de formação de valores que jogaram no time principal.

“Vai ser um encontro festivo e beneficente, mas em campo o bicho vai pegar. Nós somos mais velhos, mas não vamos dar moleza para os juvenis não”, brincou Marinho, que foi um gândula, revelado nas categorias de base do Londrina e é até hoje o jogador mais caro já vendido pelo Londrina, ao flamengo, em 1980, onde foi campeão mundial, em 1981. Marinho foi vendido por 5 milhões de cruzeiros, na época.

No dia 10 de outubro, sábado, os portões do Estádio do Café serão abertos ás 15 horas e o torcedor terá que levar 02 quilos de alimentos, não perecíveis, que serão recolhidos pelos funcionários do Hospital do Câncer na entrada do setor de cadeiras do Estádio. Quem quiser ampliar as doações pode levar também copos descartáveis ou caixas de leite.

Para os jogadores, além de matar a saudade de muitos que virão de outras cidades e outros Estados, jogar futebol é sempre um grande prazer e por isso, ninguém fala em perder a partida. “Será um grande jogo, com grandes nomes em campo. Nós da década de noventa estamos mais novos, com 36 a 42 anos, mas vamos enfrentar muitas feras com “cinquentinha” ou mais. Do outro lado têm experiência de sobra, mas se não jogarmos direitinho podemos até perder, por isso não terá brincadeira. Quando a bola rolar, vamos jogar sério”, avaliou o volante Alemão, que foi capitão da Seleção Brasileira sub-20, em 1990, quando jogou com o meia Alex, ex-Coritiba.

“Pedimos aos torcedores que levem os alimentos ao Estádio do Café, no dia 10 de outubro e ajudem o Hospital do Câncer. Toda doação será muito importante. O encontro dos jogadores é um meio de ajudarmos as pessoas que estão em tratamento. Hoje o Hospital do Câncer de Londrina atende toda a região Norte do Paraná, e além de adultos e idosos, muitas crianças precisam de leite outros alimentos e muito carinho”, informou Jorge Júnior, um dos organizadores.

O jogo é um motivo de matar a saudade dos amigos do futebol e podendo ajudar o próximo, a saudade se transforma em uma grande felicidade de poder proporcionar um pouco mais de apoio a quem tanto está necessitado.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios