Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
O ex-árbitro da FIFA e deputado federal Evandro Roman (PSD-PR) afirmou que medida provisória enviada ao Congresso, nessa semana (19), vai trazer mais transparência aos gastos dos clubes de futebol e impedir a má gestão. Evandro participou do evento promovido pelo Palácio do Planalto para o lançamento de medidas que vão renegociar as dívidas dos clubes e modernizar o futebol brasileiro.
“Passamos a dividir as responsabilidades com os diretores e presidentes de clubes. Até então, os diretores e presidentes saíam e ficava a conta e, no final, era o governo quem tinha que responder. A partir do momento que o clube tiver sanções como o rebaixamento, os próprios torcedores vão cobrar uma boa administração”, ponderou o deputado Evandro Roman (PR).
Segundo a presidente Dilma Rousseff, a medida vai exigir que os clubes publiquem demonstrações contábeis padronizadas e auditadas por empresas independentes; paguem em dia as contribuições previdenciárias, trabalhistas e contratuais, incluindo direito de imagem; gastem no máximo 70% da receita bruta com o futebol profissional; invistam nas categorias de base e no futebol feminino; não realizem antecipações de receitas previstas para mandatos posteriores; tenham um cronograma progressivo dos déficits que deverão ser zerados a partir de 2021; e respeitem regras de transparência.
A contrapartida do governo será a divisão das dívidas para serem pagas de 2% a 6% nos primeiros 36 meses e saudadas de 120 a 240 meses. Caso não cumpram as exigências, as sanções serão o rebaixamento de divisão e a responsabilização daqueles que praticarem gestão temerária. Hoje, as dívidas dos clubes de futebol com a União estão estimadas em R$ 4 bilhões.
Segundo o ex-goleiro do Grêmio e deputado federal Danrlei de Deus (RS) esse é o primeiro passo para resgatar um futebol que possa orgulhar o país. “Ainda temos muito que discutir no Congresso para chegar ao ponto ideal, mas essa será a solução. Hoje, todos sabem que os clubes não têm condições sequer de pagar suas contas. Essa MP é o caminho para a modernização, para a melhoria, para o crescimento do futebol brasileiro”, disse o parlamentar.
Danrlei apontou o fair play (jogo justo) e a renegociação das dívidas dos times como as bases do projeto. “Assim teremos governança e transparência. O torcedor vai saber onde o dinheiro está sendo gasto”, explicou.

Assessora de Imprensa/PSD - Câmara dos Deputados

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios