Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Irmandade da Santa Casa de Londrina (ISCAL) prestou uma homenagem aos alunos da 1ª turma do curso de Medicina da UEL, no último dia 16, pelos 50 anos de curso e 45 anos de formatura. A cerimônia marcou o trabalho da Santa Casa como 1º hospital-escola de Medicina de Londrina.

A homenagem teve a participação dos alunos da época, dos médicos Ascêncio Garcia Lopes, ex-reitor da UEL, e Lucio Tedesco Marchese que trouxeram o curso para a cidade, Lígia Martin, coordenadora do curso de Medicina da UEL e Beatriz Emi Tamura, presidente da Associação Médica de Londrina. Ao relembrarem os velhos tempos, destacaram o trabalho das Irmãs na Santa Casa e a qualidade do curso que foi pioneiro em Londrina.

"Aprendemos muito aqui na Santa Casa. Foi com a Irmã Silvia que aprendi a como me paramentar. Com o doutor Lucio aprendi a fazer prontuários. Tivemos os melhores professores da época", ressaltou Fahd Haddad, superintendente da ISCAL e aluno da 1ª turma.

Trajetória - A Santa Casa é pioneira no ensino em saúde em Londrina. De 1967 a 1971 foi hospital-escola da UEL, oferecendo infraestrutura para o curso de Medicina. Antes, em 1960, inaugurou a primeira escola de cursos técnicos em saúde, o Centro de Educação Profissional Mater Ter Admirabilis. Hoje, a ISCAL tem 16 residências reconhecidas pelo MEC, sendo 11 áreas médicas e 5 áreas multiprofissionais, gerenciadas pelo Instituto de Ensino, Pesquisa e Inovação (IEPI-ISCAL).

(AGU com informações da Santa Casa. FOTOS: Elvira Alegre) 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.