Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 10/11/2017  09h02

A Vila Usina Cultural receberá, nos dias 10 e 11 de novembro, o 16º Festival de Mágicas da Associação de Mágicos do Estado do Paraná – Magipar. As apresentações terão entrada gratuita e serão às 20 ho

Procedimento começou no último dia 30 e vai até o final de novembro; não comparecimento no prazo estipulado pode acarretar multa e cassação da licença

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) iniciou no dia 30 de outubro o recadastramento anual dos autorizados a explorar o serviço de táxi em Londrina. Os taxistas precisam realizar o procedimento, obrigatoriamente, até o próximo dia 28. Para isso, eles precisam comparecer à sede administrativa da companhia durante os dias úteis, das 8h às 17h, para apresentar a documentação exigida. Os permissionários que deixarem de fazer a atualização cadastral dentro do período estipulado estarão sujeitos à multa e à cassação da licença.

Segundo José Carlos da Silva, coordenador de Transporte Comercial da CMTU, o recadastramento é importante para que o poder público verifique se os autorizados e seus motoristas auxiliares estão cumprindo todos os requisitos para a atividade. “O procedimento é previsto em lei e serve para que tenhamos controle sobre quem está desenvolvendo o serviço na cidade. É nesta oportunidade que a gente checa se o cidadão está com a CNH vencida, se passou a ter antecedentes criminais ou está com o alvará em dia, por exemplo”, explicou.

Para efetuar a atualização do cadastro, taxistas pessoas físicas precisam protocolar na CMTU os seguintes documentos:

•    Requerimento padrão, disponível no site da companhia (www.cmtu.londrina.pr.gov.br), com reconhecimento de assinaturas;
•    Duas fotos 3x4 datadas;
•    Comprovante de situação do CPF, emitido pela Receita Federal pelo endereço www.receita.fazenda. gov.br;
•    Cópia da carteira de motorista com dois anos na categoria B (desconsiderando o tempo de permissão) e com aviso de EAR (Exerce Atividade Remunerada);
•    Cópia do comprovante de residência em Londrina;
•    Cópia de certidão negativa civil e criminal, expedida pelo Cartório Distribuidor do município;
•    Extrato de pontuação da carteira de habilitação, emitido junto ao site do Detran-PR;
•    Comprovante de inscrição no INSS;
•    Cópia do Certificado do Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV), licenciado em Londrina e em nome do interessado;
•    Certidão negativa de débitos do alvará, obtida no site da Prefeitura; 
•    Cópia autenticada, frente e verso, do Certificado de Registro de Veículo (CRV), demonstrando que o automóvel é de propriedade da pessoa física em questão.

Já para as pessoas jurídicas, além do requerimento, da certidão negativa dos débitos do alvará, das cópias de CRVL e CRV, são necessários ainda os seguintes documentos:

•    Certificado de regularidade do FGTS - CRF, expedido pela Caixa Econômica Federal;
•    Certidão Negativa de Débito do INSS;
•    Certidão Negativa de Débito da Receita Federal;
•    Comprovante de endereço, garagem e escritório em Londrina;
•    Prova de regularidade expedita pela Fazenda Municipal de Tributos mobiliários e imobiliários; 
•    Cartão Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ);
•    Registro comercial, no caso de empresa individual;
•    Ato constitutivo ou estatuto, no caso de sociedades civis, acompanhado de prova de diretoria em exercício; 
•    Certidão negativa de falência ou recuperação judicial ou extrajudicial, da sede da empresa, expedida nos últimos 60 dias anteriores à data de protocolo.

Após o prazo para o recadastramento, a CMTU irá analisar os documentos entregues dentro de 30 dias, podendo renovar ou não a autorização do interessado. Também depois do período estipulado para a apresentação dos documentos, a companhia notificará os taxistas que porventura não realizarem o procedimento.

A notificação dará sete dias úteis para a regularização e, caso o autorizado insista na ilegalidade, poderá ser multado em R$ 1.027,45. Além disso, ele também terá a licença cassada pelo Município. As penalidades seguem as determinações da lei 10.969/2010, que disciplina as condições para o serviço em Londrina, onde atualmente circula uma frota de 382 veículos.

Dúvidas dos taxistas sobre como realizar a atualização cadastral podem ser sanadas junto à Coordenadoria de Transporte Comercial da CMTU, no número 3379-7966, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h, ou no endereço eletrônico transporte.comercial@cmtuld.org.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.