Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Procuradoria Regional do Trabalho da 9ª Região, sede do Ministério Público do Trabalho no Paraná, em Curitiba, ficará toda iluminada de verde, até o final do mês. A ação marca o apoio do MPT-PR à campanha “Abril Verde”, dedicada à memória das vítimas de acidentes de trabalho. A ideia é chamar atenção da sociedade para a importância da prevenção aos acidentes de trabalho.

Além da iluminação verde, a PRT9 abriga, até o fim do mês, a exposição fotográfica “Trabalhadores”, que está em cartaz simultaneamente nas 24 Procuradorias Regionais do Trabalho e na Procuradoria Geral do Trabalho, em Brasília. A exposição reúne imagens que mostram as condições de trabalho em segmentos com grande incidência de irregularidades relativas à saúde e à segurança do trabalhador. São fotografias sobre a colheita de cana-de-açúcar, o setor frigorífico, a construção civil, o uso de amianto e a realidade dos vaqueiros nordestinos. As obras, de autoria de Geyson Magno, André Esquivel e Walter Firmo, foram extraídas dos livros “Trabalho” e “O Verso dos Trabalhadores”, publicados pelo MPT.

Prevenção

Para o coordenador nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho (Codemat), Leonardo Osório Mendonça, ações de prevenção são a melhor forma de honrar a memória dos que morreram em acidentes. “Devemos cobrar a adoção de medidas preventivas, até porque não existe valor no mundo que possa reparar um trabalhador falecido, mutilado, física ou mentalmente, por condições de trabalho que não respeitaram as normas de saúde e segurança vigentes em nosso país”, afirmou.

Ele alerta ainda que a terceirização irrestrita também pode elevar os casos de acidentes. “Os números, infelizmente, tendem a aumentar. Trabalhadores terceirizados estão sujeitos a condições de trabalho piores e mais inseguras do que aqueles contratados diretamente pelas empresas. Os dados oficiais também demonstram maior incidência de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais nesta classe de trabalhadores”, acrescentou.

Minuto de Silêncio

Nos jogos realizados hoje, dia 26 de abril pela rodada da Copa do Brasil, será realizado um minuto de silêncio em memória às vítimas de acidentes de trabalho. A ação é uma parceria do MPT com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que aceitou o convite e se engajou na campanha.

MPT em Quadrinhos

Também por ocasião do Abril Verde o MPT lançará um kit com nove edições da revista MPT em Quadrinhos, em que são abordados temas relativos à saúde e à segurança dos trabalhadores. Os números da publicação, elaborada pelo MPT no Espírito Santo, serão distribuídos para todo o país. Os temas abordados envolvem construção civil, equipamentos de proteção individual, doenças ocupacionais, acidentes de trajeto, entre outros.

Números

O Brasil registra média superior a 700 mil acidentes de trabalho por ano, segundo dados da Previdência Social. Somente em 2014, foram 704 mil casos, sendo 2.783 fatais e 251,5 mil que resultaram em afastamentos por período superior a 15 dias.

Dia 28 de abril

O mês de abril foi escolhido em alusão ao Dia Mundial da Saúde (7/4), e ao Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho (28/4). Esta última data foi instituída por iniciativa de sindicatos canadenses e escolhida em razão de uma explosão que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos, em 1969.No Brasil, a Lei nº 11.121, que criou o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, foi promulgada em maio de 2005. A ação faz parte das atividades da Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente de Trabalho (Codemat).

Asimp/MPT

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios