Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 08/11/2017  09h19

Acesf inicia operação pós Finados em cemitérios municipais

Trabalho será realizado na manhã desta quarta-feira (8) no cemitério São Pedro, com participação de atiradores do Tiro de Guerra

A Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (Acesf) realiza nesta quarta-feira (8), em parceria com o Tiro de Guerra (TG), a operação pós Finados, no cemitério São Pedro. Às 7 da manhã, cerca de 20 atiradores do TG, mais servidores da Acesf, iniciam o recolhimento de materiais deixados pelos visitantes durante o feriado de Finados. O cemitério São Pedro fica localizado na Rua Alagoas, 825, centro.

O superintendente da Acesf, Douglas Pereira (Tio Douglas), explicou que o serviço envolve o recolhimento dos materiais, seleção e separação. “O objetivo é fornecer a destinação adequada aos vasos e substratos que ficaram no cemitério”, afirmou.

A separação e seleção dos resíduos coletados na quarta-feira (8) será feita no próprio Tiro de Guerra. “Já os resíduos das velas que foram acesas no cruzeiro do cemitério São Pedro serão recolhidos pelos servidores da Acesf, e destinados a projeto atendido dentro do programa Economia Solidária, da Secretaria Municipal de Assistência Social”, disse o superintendente da autarquia.

O reaproveitamento de vasos de plásticos, substrato de flores e plantas, madeiras, borra de velas e espuma floral proveniente das coroas faz parte do projeto “Londrina Mais Flores”, da Acesf. São parceiros da iniciativa a Secretaria Municipal de Educação (SME), Universidade Estadual de Londrina (UEL), Instituto Agronômico do Paraná (lAPAR), Patronato Penitenciário de Londrina, Rotary Club, Cáritas e outros.

O material reaproveitável é utilizado pelos alunos da rede municipal, que recebem instruções sobre o plantio correto de mudas, adubação, recuperação e conservação do solo e os cuidados necessários para o fortalecimento e crescimento das mudas. Esse conhecimento é repassado pelos docentes de Agronomia da UEL.

Tio Douglas acrescentou que o recolhimento dos vasos e substratos vai contribuir na prevenção ao mosquito Aedes aegypti e demais vetores. “Além do São Pedro, o recolhimento irá ocorrer em outros dias nos demais cemitérios. Ao final dessa operação pós Finados, devem ser recolhidos cerca de 100 mil vasos”, estimou.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.