Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 08/11/2017  09h19

Acesf inicia operação pós Finados em cemitérios municipais

Trabalho será realizado na manhã desta quarta-feira (8) no cemitério São Pedro, com participação de atiradores do Tiro de Guerra

A Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (Acesf) realiza nesta quarta-feira (8), em parceria com o Tiro de Guerra (TG), a operação pós Finados, no cemitério São Pedro. Às 7 da manhã, cerca de 20 atiradores do TG, mais servidores da Acesf, iniciam o recolhimento de materiais deixados pelos visitantes durante o feriado de Finados. O cemitério São Pedro fica localizado na Rua Alagoas, 825, centro.

O superintendente da Acesf, Douglas Pereira (Tio Douglas), explicou que o serviço envolve o recolhimento dos materiais, seleção e separação. “O objetivo é fornecer a destinação adequada aos vasos e substratos que ficaram no cemitério”, afirmou.

A separação e seleção dos resíduos coletados na quarta-feira (8) será feita no próprio Tiro de Guerra. “Já os resíduos das velas que foram acesas no cruzeiro do cemitério São Pedro serão recolhidos pelos servidores da Acesf, e destinados a projeto atendido dentro do programa Economia Solidária, da Secretaria Municipal de Assistência Social”, disse o superintendente da autarquia.

O reaproveitamento de vasos de plásticos, substrato de flores e plantas, madeiras, borra de velas e espuma floral proveniente das coroas faz parte do projeto “Londrina Mais Flores”, da Acesf. São parceiros da iniciativa a Secretaria Municipal de Educação (SME), Universidade Estadual de Londrina (UEL), Instituto Agronômico do Paraná (lAPAR), Patronato Penitenciário de Londrina, Rotary Club, Cáritas e outros.

O material reaproveitável é utilizado pelos alunos da rede municipal, que recebem instruções sobre o plantio correto de mudas, adubação, recuperação e conservação do solo e os cuidados necessários para o fortalecimento e crescimento das mudas. Esse conhecimento é repassado pelos docentes de Agronomia da UEL.

Tio Douglas acrescentou que o recolhimento dos vasos e substratos vai contribuir na prevenção ao mosquito Aedes aegypti e demais vetores. “Além do São Pedro, o recolhimento irá ocorrer em outros dias nos demais cemitérios. Ao final dessa operação pós Finados, devem ser recolhidos cerca de 100 mil vasos”, estimou.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios