Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 02/08/2017  09h06

Agentes de Endemias realizam trabalhos educativos com crianças e adolescentes

Intenção é mostrar para os jovens que eles podem ajudar no combate à dengue e outras endemias causadas pelo Aedes aegypti

Para chamar a atenção dos adolescentes da região oeste, os agentes municipais de endemias vão realizar uma palestra na próxima quinta-feira (3), a partir das 9 horas, na Rua Genivaldo Dias Souza. Os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde pretendem conversar com os participantes do Centro de Formação Cidadã da Região Oeste (CFC-Oeste). Para isso, eles levarão larvários, maquetes, materiais lúdicos e educativos que ajudam na assimilação do conteúdo repassado durante a palestra.

Segundo a educadora em endemias, Lucimara Vasconcelos, a intenção é mostrar aos jovens de 12 a 16 anos que eles também podem ajudar no combate às endemias, principalmente no que se refere à proliferação do mosquito Aedes aegypti. “Estamos fazendo trabalhos educativos com crianças e jovens, por serem públicos diferentes e com especificidades distintas. Os menores tendem a cobrar mais atitude proativa dos pais e familiares, já os adolescentes têm um pouco mais de resistência em ajudar. Por isso é importante que todos possam ouvir o que temos para  falar, pois é somente com a união de todos que vamos combater o mosquito”, explicou.

Além da palestra com a exposição, os adolescentes participarão de uma atividade prática no dia 9 de agosto. Eles vão fazer uma passeata pelo bairro em conjunto com os agentes de endemias. Cerca de 35 jovens participarão dessas ações.

Na sexta-feira (4), os profissionais da saúde vão até a Escola Municipal Ruth Lemos, que fica na Rua Francisco de Assis Fernandes Ruiz, 533, na região norte. A partir das 8h30, eles farão brincadeiras com as crianças e repassarão informações sobre as doenças transmitidas pelo Aedes, entre elas a dengue, febre chikungunya, zika vírus e a febre amarela.

Todos os alunos de 6 a 12 anos receberão as informações dos agentes de endemias. Para isso, eles foram divididos em três grupos, sendo o primeiro no dia 4, o segundo no dia 7 e o terceiro no dia 14 de agosto. Depois de finalizado todo o trabalho educativo, eles irão para as ruas no dia 14 de agosto participar de uma atividade prática com os agentes.

Indígenas – Nesta quarta-feira (2), os agentes de endemias farão uma ação educativa, a partir das 9 horas, no acampamento indígena do Vale do Cambezinho, na Avenida Dez de Dezembro, próximo à região da Delegacia de Polícia Civil de Londrina – 4º Distrito. Os indígenas serão orientados com relação ao armazenamento e descarte correto de lixo, bem como sobre os perigos ocasionados pelo mosquito Aedes aegypti. Com mostruários e maquetes, serão passadas informações, de forma prática, sobre o ciclo evolutivo deste vetor e exemplos mais comuns de criadouros que representam riscos de proliferação de doenças como a dengue, a febre chikungunya e o zika vírus. Cerca de 50 pessoas devem participar da atividade.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.