Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 02/08/2017  09h06

Agentes de Endemias realizam trabalhos educativos com crianças e adolescentes

Intenção é mostrar para os jovens que eles podem ajudar no combate à dengue e outras endemias causadas pelo Aedes aegypti

Para chamar a atenção dos adolescentes da região oeste, os agentes municipais de endemias vão realizar uma palestra na próxima quinta-feira (3), a partir das 9 horas, na Rua Genivaldo Dias Souza. Os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde pretendem conversar com os participantes do Centro de Formação Cidadã da Região Oeste (CFC-Oeste). Para isso, eles levarão larvários, maquetes, materiais lúdicos e educativos que ajudam na assimilação do conteúdo repassado durante a palestra.

Segundo a educadora em endemias, Lucimara Vasconcelos, a intenção é mostrar aos jovens de 12 a 16 anos que eles também podem ajudar no combate às endemias, principalmente no que se refere à proliferação do mosquito Aedes aegypti. “Estamos fazendo trabalhos educativos com crianças e jovens, por serem públicos diferentes e com especificidades distintas. Os menores tendem a cobrar mais atitude proativa dos pais e familiares, já os adolescentes têm um pouco mais de resistência em ajudar. Por isso é importante que todos possam ouvir o que temos para  falar, pois é somente com a união de todos que vamos combater o mosquito”, explicou.

Além da palestra com a exposição, os adolescentes participarão de uma atividade prática no dia 9 de agosto. Eles vão fazer uma passeata pelo bairro em conjunto com os agentes de endemias. Cerca de 35 jovens participarão dessas ações.

Na sexta-feira (4), os profissionais da saúde vão até a Escola Municipal Ruth Lemos, que fica na Rua Francisco de Assis Fernandes Ruiz, 533, na região norte. A partir das 8h30, eles farão brincadeiras com as crianças e repassarão informações sobre as doenças transmitidas pelo Aedes, entre elas a dengue, febre chikungunya, zika vírus e a febre amarela.

Todos os alunos de 6 a 12 anos receberão as informações dos agentes de endemias. Para isso, eles foram divididos em três grupos, sendo o primeiro no dia 4, o segundo no dia 7 e o terceiro no dia 14 de agosto. Depois de finalizado todo o trabalho educativo, eles irão para as ruas no dia 14 de agosto participar de uma atividade prática com os agentes.

Indígenas – Nesta quarta-feira (2), os agentes de endemias farão uma ação educativa, a partir das 9 horas, no acampamento indígena do Vale do Cambezinho, na Avenida Dez de Dezembro, próximo à região da Delegacia de Polícia Civil de Londrina – 4º Distrito. Os indígenas serão orientados com relação ao armazenamento e descarte correto de lixo, bem como sobre os perigos ocasionados pelo mosquito Aedes aegypti. Com mostruários e maquetes, serão passadas informações, de forma prática, sobre o ciclo evolutivo deste vetor e exemplos mais comuns de criadouros que representam riscos de proliferação de doenças como a dengue, a febre chikungunya e o zika vírus. Cerca de 50 pessoas devem participar da atividade.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios