Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O sistema de fundos de pensão comemorou a aprovação, pelo Senado, da MP 936, que em seu artigo 34 inclui Acordo de Cooperação Técnica entre as Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC) e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), para pagamento de benefícios de aposentadoria.

Segundo a Abrapp (Associação Brasileira de Entidades Fechadas de Previdência Complementar), o acordo para o pagamento de benefícios do Regime Geral através de entidades fechadas é positivo para centenas de milhares de beneficiados do sistema.

“O convênio de várias de nossas associadas com o INSS para o pagamento de benefícios é um mecanismo muito importante para os participantes, ainda mais em um cenário de pandemia”, lembra Luís Ricardo Martins, presidente da Abrapp.

Luís Ricardo ressaltou também que o sistema de Previdência Complementar Fechada tem ocupado lugar prioritário na agenda de governo, citando como outro exemplo o encaminhamento do projeto de lei que garante a independência patrimonial dos ativos dos planos de benefícios na semana passada.

Eliane Santos/Abrapp:

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.