Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 10/05/2017  08h58

Cadastro para vagas do Sine pode ser feito pela internet

Cartas de encaminhamento podem ser emitidas pelo Portal Mais Emprego

As vagas do Sistema Nacional de Emprego (Sine), que em Londrina é administrado pela Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda (SMTER), estão disponíveis para o autoencaminhamento pela internet. O Portal Mais Emprego, do governo federal, permite que o trabalhador realize seu cadastro e faça o processo de intermediação de mão de obra direto pelo site maisemprego.mte.gov.br. Outra alternativa para o trabalhador é, no momento do atendimento na SMTER, solicitar ao atendente que envie para seu e-mail o login e a senha de acesso.

Para auxiliar no procedimento de busca da vaga no Portal Mais Emprego, a SMTER publica diariamente em sua página no site da Prefeitura as vagas disponíveis para Londrina. O mural online de vagas fica na página www.londrina.pr.gov.br/trabalho. Assim o trabalhador pode buscar exatamente a vaga de interesse no Portal Mais Emprego, facilitando o mecanismo de busca. Para conseguir realizar o autoencaminhamento, o trabalhador deve preencher os requisitos estabelecidos pelo empregador para preenchimento da vaga, como escolaridade mínima exigida, experiência em carteira comprovada, cursos específicos, entre outros.

Para o secretário do Trabalho, Emprego e Renda, Elzo Carreri, a ferramenta pode auxiliar na rotina de atendimento da Secretaria. “O trabalhador que habilitar seu login e tiver acesso às vagas pela internet, pode realizar seu procedimento de encaminhamento em casa. Além da facilidade para o trabalhador, o processo contribui na diminuição das filas na Secretaria do Trabalho. O trabalhador deve se familiarizar com o site e, em caso de dúvida, pode nos procurar. É importante frisar que o atendimento presencial na Secretaria é contínuo, independente do acesso pela internet”, pontuou Carreri.

O secretário também chamou a atenção para o limite de encaminhamentos estabelecido pelo Portal Mais Emprego para cada trabalhador. O sistema aceita a emissão de até três cartas de encaminhamento. “Após atingido esse limite, é preciso ir à Secretaria para liberar as cartas já emitidas. Ainda que o empregador não tenha dado retorno e o trabalhador não tenha a carta em mãos, a Secretaria, para liberar mais encaminhamentos, precisa da informação de comparecimento ou ausência do trabalhador no processo seletivo. Com esse retorno é possível dar baixa no sistema e liberar a emissão de mais encaminhamentos”, explicou Carreri.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios