Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com o tema “Fraternidade e Políticas Públicas”, a campanha acontecerá durante todo o ano de 2019, promovendo atividades com as comunidades de todo o Brasil

A Câmara dos Deputado promoverá, no dia 12 de março, às 10h, uma Sessão Solene em homenagem à Campanha da Fraternidade 2019 – “Fraternidade e Políticas Públicas”. O evento foi proposto pelo deputado federal Diego Garcia (Podemos-PR) e tem o objetivo de discutir com a sociedade soluções em políticas públicas para fortalecer a família, a cidadania e o bem comum.

Todo ano, a Igreja no Brasil se debruça sobre alguns problemas da sociedade. Neste ano, a discussão se dará sobre fraternidade e políticas públicas sob uma perspectiva de família. “A Campanha da Fraternidade de 2019 traz um tema importantíssimo e que pauta o nosso trabalho todos os dias: A fraternidade na elaboração, execução e avaliação de políticas públicas. Ao se debater qualquer projeto de lei ou política pública, uma das perguntas que sempre fazemos é: “Qual é o impacto econômico dessa medida? ”. No entanto, precisamos mudar o paradigma para uma perspectiva de família, de modo que os formuladores de políticas passem a se perguntar: “Qual o impacto dessa política para as famílias? ”, destaca Diego Garcia.

Segundo o texto-base da Campanha, “as políticas públicas são ações e programas que são desenvolvidos pelo Estado para garantir e colocar em prática direitos que são previstos na Constituição Federal e em outras leis”. O item 20 do documento destaca que políticas públicas representam soluções específicas para necessidades e problemas da sociedade. “Ela é a ação Estado, que busca garantir a segurança e a ordem, por meio da garantia dos direitos”, diz o texto.

E essas políticas públicas se dão em vários segmentos: Além das sociais, que são as que mais ganham destaque, tem as áreas da educação, habitação, previdência social, as macroeconômicas, que englobam assuntos fiscais, monetários, cambiais, industriais e comerciais e a administrativa, que envolve ações de democracia e participação social. Também existem os tipos de políticas públicas específicas ou setoriais como as do meio ambiente, cultura, agrárias, direitos humanos, mulheres, negros, jovens e outras tantas, todas derivadas da família, que é base da sociedade.

Mariana Torres/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.