Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A direção do Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Paraná (Cindepar) apresentou o novo veículo adquirido para a realização de pavimentação especial conhecida como Tratamento Superficial Triplo (TST). A unidade, nova, vem em substituição a uma outra que havia sido entregue ao consórcio mas que se encontrava com problemas.

O novo conjunto móvel, que custou mais de R$ 700 mil através de recursos obtidos pelo deputado federal Alex Canziani (PTB) no Ministério da Integração Nacional, possibilitará a aplicação de massa próprio para asfalto novo, inclusive para bases irregulares. O TST é a camada de revestimento ou de recuperação superficial de pavimento asfáltico constituída por três aplicações sucessivas de ligantes betuminoso, cobertas cada uma por camada de agregado mineral.

Segundo o diretor-executivo Arquimedes “Bega” Ziroldo, antes de começar a operar de forma permanente, a máquina passará por testes na cidade de Astorga, a partir da próxima semana. Na sequência, já estará em condições de operar nas cidades consorciadas interessadas.

Bega lembra ainda que em breve o Cindepar também estará recebendo mais um caminhão-pipa, que está sendo adquirido com recursos próprios. A nova máquina deverá chegar ao parque de máquinas da entidade até outubro. Com ela, o Cindepar, que hoje integra 150 municípios, passará a manter 20 máquinas, equipamentos e usinas móveis.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios