Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A direção do Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Paraná (Cindepar) apresentou o novo veículo adquirido para a realização de pavimentação especial conhecida como Tratamento Superficial Triplo (TST). A unidade, nova, vem em substituição a uma outra que havia sido entregue ao consórcio mas que se encontrava com problemas.

O novo conjunto móvel, que custou mais de R$ 700 mil através de recursos obtidos pelo deputado federal Alex Canziani (PTB) no Ministério da Integração Nacional, possibilitará a aplicação de massa próprio para asfalto novo, inclusive para bases irregulares. O TST é a camada de revestimento ou de recuperação superficial de pavimento asfáltico constituída por três aplicações sucessivas de ligantes betuminoso, cobertas cada uma por camada de agregado mineral.

Segundo o diretor-executivo Arquimedes “Bega” Ziroldo, antes de começar a operar de forma permanente, a máquina passará por testes na cidade de Astorga, a partir da próxima semana. Na sequência, já estará em condições de operar nas cidades consorciadas interessadas.

Bega lembra ainda que em breve o Cindepar também estará recebendo mais um caminhão-pipa, que está sendo adquirido com recursos próprios. A nova máquina deverá chegar ao parque de máquinas da entidade até outubro. Com ela, o Cindepar, que hoje integra 150 municípios, passará a manter 20 máquinas, equipamentos e usinas móveis.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.