Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 14/08/2017  09h06

CMTU apreende mais de 2 mil CDs e DVDs piratas em nova fiscalização do comércio ambulante

Ação envolveu ainda o recolhimento de quase mil maços de cigarro, além de isqueiros e capas de celular

Em mais uma ação de combate à venda ambulante irregular em Londrina, a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) apreendeu, na última quinta-feira (10), milhares de produtos de comercialização proibida pelo Código de Posturas do Município. A ação, realizada em parceria com a Guarda Municipal (GM), ocorreu na região sul da cidade, nas avenidas Inglaterra, Europa e Guilherme de Almeida.

Inicialmente voltada ao confisco de derivados do tabaco contrabandeados do Paraguai, a iniciativa surpreendeu pelo volume de CDs e DVDs piratas recolhidos. Foram 2.056 mídias digitais apreendidas, além de 990 maços de cigarro, 32 isqueiros e 8 capas para celular. Como não estão previstos na legislação local, os fumígenos e os álbuns de música e filmes pirateados não podem ser recuperados pelos vendedores ou doados a entidades assistenciais e de caridade. Dessa forma, o encaminhamento a ser dado pela companhia será o de destruir os artigos. Os demais produtos ficarão sob a guarda da CMTU e os interessados têm 30 dias para retomá-los, mediante apresentação de nota fiscal.

Reivindicação constante de moradores e comerciantes, a fiscalização sobre o comércio ambulante ilegal tem sido intensificada pela CMTU. Só de junho para cá esta já é a quinta grande apreensão realizada. Até agora, foram alvo do patrulhamento os bairros Interlagos, Ideal, Marabá, Lindoia, Monterrey e Vila Siam, na região leste da cidade; as avenidas Henrique Mansano e Lúcia Helena Gonçalves Viana, na zona norte; além do entorno do Cismepar e da rua Professor João Cândido, na área central.

A companhia pretende manter as rondas nas próximas semanas e quem atua nas ruas sem autorização, bem como com itens não permitidos pelo Código de Posturas, está sujeito à autuação e apreensão das mercadorias. Para se regularizar e evitar problemas com a fiscalização, o ambulante deve protocolar a solicitação de credenciamento na CMTU, informando o produto a ser vendido, o ponto desejado para a execução da atividade e o meio de comercialização.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.