Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 04/08/2017  08h58

Cohab institui novo Programa de Renegociação de Dívida dos Mutuários

Objetivo é reduzir a inadimplência, evitando a execução e reintegração de posse dos imóveis

A Companhia de Habitação de Londrina (Cohab-LD) instituiu um novo Programa de Renegociação de Dívidas dos Mutuários visando a renegociação contratual de todos os mutuários da Companhia, compreendendo os financiamentos no âmbito do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e Recursos Próprios da Cohab-LD. O programa tem vigência até 31 de dezembro de 2017.

O decreto nº 871 foi publicado no Jornal Oficial nº 3.316, desta quinta-feira (3). O objetivo é reduzir a inadimplência, evitando a execução e reintegração de posse dos imóveis dos mutuários que estão em situação irregular. Atualmente, estão inadimplentes, devendo três ou mais parcelas, 2.850 mutuários, totalizando R$ 66.640.000,00 de prestações em atraso.

Segundo o presidente da Cohab-LD, Marcelo Cortez, assim como no decreto anterior, uma das facilidades do programa é que o mutuário pode parcelar a sua dívida em até 300 meses, devendo pagar à vista (entrada), somente uma das parcelas que estão em atraso. “Com estas medidas, pretendemos facilitar a vida dos mutuários inadimplentes, oferecendo melhores condições para que eles possam regularizar a sua situação, garantindo a permanência em seus lares”, ressaltou.

Aqueles de desejam regularizar os seus contratos junto à Cohab devem comparecer pessoalmente na sede da Companhia, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17 horas, na Rua Pernambuco, 1.002. Lá, os técnicos farão uma avaliação de cada caso e indicarão a melhor forma de renegociação, que pode ser Parcelamento de Prestações em Atraso; Incorporação de Débitos; Confissão de Dívida, Novação ou Novação por Avaliação.  

Para negociar é preciso ter em mãos o comprovante do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e, se o cidadão morar em condomínio, é obrigatório apresentar a Certidão Negativa de Débitos. Além disso, de acordo com o decreto, toda renegociação que resultar em parcela acima de R$ 560,00, o mutuário terá que comprovar renda compatível para pagar a prestação. Outros detalhes sobre as disposições de cada modalidade de negociação podem ser conferidos no decreto nº 871, no portal da Prefeitura www.londrina.pr.gov.br.

Primeiro semestre – No programa de renegociação anterior, que vigorou até o dia 31 de junho, dos 3.263 mutuários que possuíam dívidas junto ao órgão no início de 2017, cerca de 800 efetivamente renegociaram suas dívidas junto à Cohab, totalizando o montante de R$ 4.520.000,00 em dívidas negociadas.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios