Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 18/10/2019  15h09

Como usar rastreadores de telefone para o seu negócio

Como rastrear o celular dos empregados

Hoje em dia várias pessoas trabalham com o celular e carro das empresas. Isso deveria ser normal, correto? Bem, pode até ser normal, mas não é tão fácil como se imagina. Muitas pessoas aproveitam desses benefícios para utilizarem o que a empresa ou até mesmo o governo disponibiliza para o uso pessoal e é ai que o problema começa.

Dependendo das regras das empresas, usar o celular ou o carro para uso pessoal pode trazer grandes problemas, desde uma advertência até a demissão, conforme do grau da infração e do tempo de serviço do funcionário.

Quantas vezes você já não viu um carro de uma empresa rodando pela cidade no domingo, quando o expediente é de segunda a sábado? Ou o funcionário que liga para a namorada durante quase todo o turno de trabalho utilizando o celular da empresa? Até mesmo aquele empregado que é maravilhoso mas que adora sair no meio do dia para resolver assuntos pessoais sem que ninguém veja?

Para evitar esses tipos de problemas, o que se está usando é o rastreador telefônico para empresa. O rastreador pode ser instalado através do próprio chip do celular ou através de aplicativos, que são os chamados Espião para celular.

Esses aplicativos possuem normalmente algumas funções para que o empregador saiba como é feito o uso do celular empresarial:

  1. Rastrear a localização do telefone em tempo real, utilizando o gps do aparelho;
  2. Verificar números discados instantaneamente e o tempo utilizado em cada ligação;
  3. Rastrear uso de Facebook, Messenger e Whatsapp;
  4. Verificar o tempo de atividade do celular, seja ele em qualquer função.

Ou seja, para o empregador é uma mão na roda, já que ele pode saber exatamente o que o funcionário está fazendo antes mesmo da conta chegar, além de ver também a quantidade de tempo que ele passa enviando mensagens nas redes sociais, quando deveria estar trabalhando.

Já para o empregado, o tema pode ser delicado, já que muitos vêm esse tipo de rastreamento como uma invasão de privacidade, mesmo que em horário de trabalho e mesmo que o aparelho seja da empresa. Muitas corporações hoje são acusadas de invadir o espaço do trabalhador e isso pode se tornar um tema difícil a ser explorado.

Porém, a maioria das empresas já usam esse tipo de equipamento nos carros mas cada vez mais elas estão optando também em rastrear o celular corporativo pois o número de empresas que permitem que os funcionários usem os celulares, seja para o WhatsApp business, seja para fazer ligações para cliente só está crescendo.

Muitas corporações permitem também que os funcionários interajam através das redes sociais, o que pode fazer com que alguns se sintam à vontade para utilizar esse serviço para assuntos pessoais, o que não é permitido na maioria das vezes.

Porém, o que prevalece são donos de empresas tentando usar o rastreador real dos aparelhos, para verificar se seus funcionários realmente estão onde deveriam estar, na hora que ele afirmam. Assim, é uma prova a mais para as empresas entenderem também quão rápido os funcionários podem ser ao se locomover e o tempo de cada visita corporativa, por exemplo.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios