Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

As ações de apoio e acolhimento a pacientes com câncer de mama, desenvolvidas desde 2001 pela Associação das Amigas da Mama (AAMA), ganharam fôlego com o programa Nota Paraná. A entidade curitibana foi uma das primeiras a se cadastrar para receber os créditos e prêmios do programa, que hoje é a principal fonte de recurso para os projetos que dão suporte a mulheres que fizeram mastectomia ou passam pelo tratamento oncológico. 

“No primeiro mês, recebemos R$ 70,00 do Nota Paraná. Nossa média, agora, é de R$ 8 mil mensais, o que permite que continuemos nossas ações”, conta a socióloga Marta Sassa, voluntária responsável pelos projetos sociais da instituição. Entre junho de 2016 e maio deste ano, a associação recebeu R$ 54.512,45 do programa – R$ 42.492,45 em créditos e R$ 12.020,00 em sorteios. 

Esses recursos e as doações de pessoas físicas e jurídicas permitem que a AAMA forneça a mulheres com câncer perucas, próteses mamárias externas, porta-dreno, almofadas, lenços, gorros, chapéus e outros itens que melhoram a auto-estima dessas mulheres. Além disso, a entidade também oferece em sua sede, no bairro Água Verde, assistência jurídica, psicológica e atividades como grupo de convivência, balé, reiki, coral e artesanato. 

DOAÇÃO – Marta explicou que, com a crise, as doações de empresas e pessoas físicas à instituição diminuíram. “O Nota Paraná chegou no momento exato para suprir essa lacuna e hoje é o maior aporte financeiro que temos para custear nossas atividades”, afirmou. “As pessoas doam as notas fiscais porque acreditam no programa e nas entidades sérias, que desenvolvem boas ações à comunidade”, ressalta. 

Para ampliar o recolhimento de notas fiscais, a associação produz suas próprias caixinhas em um processo artesanal que envolve as mulheres atendidas. As caixas cor de rosa, em alusão à campanha Outubro Rosa, são distribuídas em diversos pontos do comércio curitibano. As voluntárias são responsáveis por deixar as caixas nos estabelecimentos, recolher e lançar a nota no sistema do Nota Paraná. 

Quem quiser fazer sua doação às Amigas da Mama pode procurar um estabelecimento com a caixinha cor de rosa ou lançar a nota fiscal pelo aplicativo Nota Paraná ou pelo site www.notaparana.pr.gov.br. É só acessar a aba Minhas Doações e incluir o CNPJ da AAMA, que pode ser pesquisado entre as entidades de assistência social de Curitiba. Tanto a nota depositada na urna como a que for lançada no site não pode ter o CPF do contribuinte informado. 

ATUAÇÃO – As Amigas da Mama atuam em três eixos principais: apoio e acolhimentos das mulheres com câncer, garantia dos direitos dos pacientes oncológicos e conscientização para a detecção precoce do câncer de mama através do rastreamento por imagem. 

A história da AAMA começou em 1999, quando a bancária Gladys Haluch, hoje presidente da entidade, recebeu o diagnóstico do câncer de mama e começou seu tratamento no Hospital Erasto Gaertner. Ao perceber que muitos pacientes não conheciam seus direitos, como a possibilidade de sacar o FGTS ou receber auxílio-doença, imprimiu folhetos e distribuiu para as pessoas que também estavam em tratamento. 

Esse foi o embrião das Amigas da Mama, que se consolidou nos anos seguintes. Depois do tratamento, Gladys começou a se reunir com outras pacientes em casa e em 2001 a Associação já tinha um estatuto. “Eu não imaginava que entidade ganharia essa proporção”, afirma. 

Para ela, o Nota Paraná faz a diferença na execução das atividades da entidade. “Com o crescimento dos casos de câncer de mama, também aumenta a procura pela associação. Todo o nosso trabalho é mantido por doações e pelo voluntariado”, explica. “Oferecer um ambiente acolhedor e as perucas e próteses têm um custo. O Nota Paraná nos traz segurança e faz a diferença para proporcionar uma estrutura melhor às mulheres”, diz. 

NOTA PARANÁ – O programa de cidadania fiscal do Governo do Paraná, criado em 2015 para estimular os consumidores a pedirem a nota fiscal e ampliar a arrecadação do Estado, já superou a marca de R$ 500 milhões de créditos e prêmios devolvidos aos contribuintes. 

Desde junho de 2016, quando o programa passou a beneficiar entidades sociais, o Nota Paraná distribuiu R$ 22,2 milhões em créditos e prêmios para as 974 entidades cadastradas. Podem se beneficiar com os recursos instituições das áreas de assistência social, saúde, defesa e proteção animal, esporte e cultura. 

Além de devolver parte do ICMS da compra, o programa conta também com sorteios mensais de 250 mil prêmios em dinheiro. São três prêmios principais, de R$ 50 mil, R$ 30 mil e R$ 20 mil, e milhares com valores menores, de R$ 1 mil, R$ 250, R$ 50, R$ 20 e R$ 10. Em meses com datas especiais – Dia das Mães, dos Namorados, dos Pais, das Crianças e no Natal – os prêmios principais são de R$ 200 mil, R$ 150 mil e R$ 80 mil.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios