Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Nona edição de evento da Tecnologia da Informação e Comunicação será realizada em 17 de novembro, de forma online

Os desafios e as principais temáticas do setor de tecnologia serão o foco da programação da 9ª edição do ECO.TIC, evento de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), que será realizado de forma virtual e gratuita no dia 17 de novembro. As atividades começam às 11 horas e se encerram por volta das 18h30. Serão 10 palestras e painéis sobre temas como 5G, Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), Inteligência Artificial e formação profissional e retenção de talentos. As inscrições estão abertas e podem ser feitas no link: https://bit.ly/3FcRANB.

Um dos principais destaques da programação do evento deste ano é a palestra magna “Construindo uma tropa de elite”, com o sócio e proprietário da empresa Storani Treinamento e Palestras, Paulo Storani. O painel “O que esperar do 5G e seus benefícios para o Brasil” traz para a discussão especialistas de peso, como o head marketing da Nokia, Felipe Garcia, VP de negócios da Ericsson, Murilo Barbosa, e gerente de marketing da Sercomtel, Wanderley Rezende. A moderação do bate-papo será feita pelo presidente da Associação Brasileira de Tecnologia, Inovação e Comunicação (Abratic), Asshaias Felippe.

O ECO.TIC 2021 também vai debater a formação profissional e retenção de talentos, tema do painel conduzido pelo diretor de Ciência e Tecnologia do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Roberto Moreira, que terá como convidados o CTO e sócio do Roit Group, Guilherme Mercurio, sócio do Grupo Alura, Adriano Almeida, e o gerente de engenharia de software do Nubank, Cassio Greco. O evento discutirá, ainda, temas como a internacionalização de empresas brasileiras de software, indústria 4.0, entre outros. A programação completa pode ser conferida no site do evento.

O presidente do Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Londrina e Região (APL de TI), Ronaldo Couza, lembra que as tendências e oportunidades trazidas para discussão no ECO.TIC são relevantes não apenas para o setor de tecnologia, mas também para diversas verticais, como agronegócio, saúde, audiovisual, eletrometalmecânico, construção civil, varejo. “A tecnologia é transversal e está em todos os setores. Sem inovação, as empresas morrem”, lembra. Para Couza, o evento deste ano está especial não só pelas importantes temáticas em discussão, como 5G, LGPD e qualificação de mão de obra, como pelos palestrantes e painelistas convidados.

A escassez de mão de obra no setor de tecnologia, especialmente de desenvolvedores, foi agravada pela pandemia, segundo o presidente da Abratic, Asshaias Felippe. “Para sobreviverem, muitas empresas tiveram que acelerar a entrada no digital e negócios de São Paulo vieram recrutar profissionais daqui para trabalhar de forma remota. Empresas de Londrina também fizeram esse movimento e passaram e empregar colaboradores de outros estados para garantir a conclusão dos projetos dentro do prazo”, conta. Segundo Felippe, também há uma alta demanda por profissionais da área de marketing, necessários para posicionar e preservar o faturamento das empresas.

Na avaliação de Felippe, o tema do ano, trazido no ECO.TIC, é o 5G. A entrada de novas empresas no Brasil deve fomentar a competição e potencializar a internet das coisas. “O 5G vai transformar muitas verticais, entre elas o agronegócio, indústria, varejo”, cita. O presidente da Abratic destaca a importância de o ecossistema entender o que vem pela frente para se preparar para esse futuro próximo.

A consultora do Sebrae/PR, Danubia Milani, diz que o evento consolida o trabalho feito ao longo do ano e contribui para posicionar o setor de Tecnologia da Informação e Comunicação. “O mercado está muito aquecido e a oferta de vagas muito maior que a procura. Queremos que profissionais de outras áreas também conheçam e enxerguem a atuação no setor de TIC como oportunidade de carreira”, aponta. Ela lembra que a transformação digital e o pensamento educacional voltado para a formação especializada de novos profissionais terão espaço relevante no ECO.TIC deste ano. Os conteúdos são voltados não só para empresários, mas também profissionais e estudantes, que terão certificado de participação.

O evento é uma realização da Abratic, APL de TIC de Londrina e Região, Codel, Sebrae/PR e TI Paraná, com patrocínio da ApexBrasil, UniFil, Sistema Fiep Senai, Sercomtel, LB2, Solintel, Task, TelefonarNet, Agência Mango, Conectadas Coworking, e apoio da Fecomércio PR, Senac, Acil e Brasscom.

Asimp/Sebrae

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.