Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Manhã CM da CM TV do grupo Correio da Manhã, programa de maior audiência das manhãs da TV portuguesa, o filósofo e escritor luso-brasileiro Fabiano de Abreu, conversou com os apresentadores Maya e Nuno Eiró. Fabiano foi convidado ao programa para falar sobre o facto de ter um dos maiores QI do mundo e ser hoje o luso-brasileiro com o maior QI registrado.

O filósofo defendeu que sejam aplicados testes de inteligência nas escolas portuguesas e brasileiras, para que sejam descobertas e evidenciadas as aptidões, dons e talentos dos alunos desde a escola primária: “eu acredito que deveria ser aplicados testes de aptidão e inteligência nas escolas, como são feitos em Suíça e Alemanha, para que esses talentos possam ser identificados e melhor aproveitados para benefício da sociedade”, referiu.

Fabiano contou aos apresentadores que realizou três testes distintos: o da Mensa, um teste específico de QI com neuropsicólogos e um teste de inteligência. Os três o apontaram com inteligência acima da média, medida como 99% de percentil, que é o valor máximo da escala, o que o posiciona entre os 1% mais inteligentes do mundo. Os testes o posicionam, na antiga escala, com QI superior a 180: “Hoje a Mensa e os neuropsicólogos trabalham com o percentil, que é uma forma de medição de inteligência actualizada. Meu QI é apontado como 99% de percentil, que vai de 180 a 220 na antiga escala de medição”. Com estes resultados, Fabiano se tornou membro da Mensa, uma associação de gênios que estão entre os 2% de maior QI da população mundial.

Fabiano revelou também aos apresentadores como se tornou assessor de imprensa e reconhecido por jornalistas de diversos países como maior criador de personagens para a imprensa: “A comunicação na minha vida aconteceu. Eu trabalhava com informática e perdi tudo e fiquei devedor com a crise de 2008 nos Estados Unidos, mas isso foi importante acontecer para eu poder estar cá em Portugal. Neste momento difícil da minha vida, amigos para me animar me convidavam a festas e pagavam minhas bebidas, pois eu não tinha dinheiro, e ali comecei a conhecer artistas e celebridades e a me relacionar com eles. E então, naturalmente aconteceu a assessoria de imprensa na minha vida, e me tornei depois jornalista e assessor de celebridades. Este ano, apontado por jornalistas europeus, norte-americanos, brasileiros e africanos, recebi o prémio como maior criador de personagens da imprensa internacional”.

Durante o programa, o filósofo também anunciou que irá lançar seu próximo livro, chamado ‘Filosofando a imprensa’, onde revela seu método que conjuga a filosofia e o cognitivo para alçar pessoas à fama e criar personagens para a imprensa. O livro, escrito em formato de crônica jornalística à partir de entrevistas feitas com Fabiano por Hebert Neri, tem previsão de lançamento ainda esse ano. Além disso, o filósofo também pretende lançar o segundo volume da sua obra “Viver Pode não Ser Tão Ruim” que irá das frases ao contexto filosófico.

Fabiano também falou sobre as fake news e as redes sociais: “graças às fake news, a imprensa ganhou relevância de novo. A rede social ganhava espaço, qualquer um fala o que quer, mas quem é aquela pessoa? É a imprensa que confirma, é a imprensa que tem a credibilidade e confirma a história. Eis ai a importância da imprensa”.

Assista a participação de Fabiano de Abreu no Manhã CM acedendo ao link: https://www.cm-tv.pt/programas/entretenimento/manha-cm/detalhe/fabiano-de-abreu-tem-um-qi-superior-ao-de-einstein

Hebert Neri/MF Press Global 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.