Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 13/12/2017  08h59

Fundo Municipal dos Direitos do Idoso recebe contribuições

Pessoas físicas e jurídicas podem contribuir neste mês de dezembro, e obter dedução do imposto de renda

A Secretaria Municipal do Idoso (SMI) e o Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI) estão recebendo contribuições para o Fundo Municipal dos Direitos do Idoso (FMDI). Podem contribuir pessoas físicas, com destinação de até 6% do imposto devido, e pessoas jurídicas, com destinação de até 1%.

Para colaborar, basta entrar em contato com o CMDI, através do telefone (43) 3375-0283, pelo e-mail cmdi@londrina.pr.gov.br, ou pessoalmente na sede do Conselho, localizada na Rua Serra Pedra Selada, 111, das 8 às 14 horas. Deverão ser informados os dados pessoais e o valor que pretende ser destinado, para gerar um boleto que poderá ser pago até o dia 29 de dezembro. O recibo das destinações será enviado em janeiro.

O FMDI contribui, desde 2013, para concretização de diversas ações para os idosos londrinenses, como reforma e ampliação dos espaços destinados a essa população, aquisição de veículos adaptados, contratação de profissionais e compra de equipamentos. Também auxilia nas ações realizadas pelas instituições de longa permanência para idosos filantrópicas.

Segundo a presidente do CMDI, Luciana Ferreira Alvarez, um dos maiores benefícios em contribuir para o Fundo é a garantia de que os recursos serão aplicados no próprio município. “A pessoa que contribuir terá a garantia de que o dinheiro será revertido para ações dentro da cidade, e para uma causa específica e de grande importância”, frisou.

Luciana acrescentou que o resultado da contribuição pode ser conferido pelo doador. “O Conselho trabalha sempre com transparência, possibilitando também a fiscalização por parte do cidadão”, completou. A destinação dos recursos do FDMI pode ser acessada através do link https://goo.gl/iSmuZU.

Aplicação do FMDI - A secretária municipal do Idoso, Nádia Oliveira de Moura, explicou que esses valores ficam na cidade por meio do Fundo, e que antes iriam para repasse federal, são cruciais para realização de projetos, como a construção do Centro de Convivência da Pessoa Idosa (CCI) na região norte.  “A construção do CCI Norte e a compra de todos seus equipamentos, por exemplo, uma reivindicação antiga dos moradores da região, só está sendo possível em virtude dos valores arrecadas pelo Fundo do Idoso”, destacou.

A obra de construção do novo CCI foi licitada em R$ 1.383.692,12, e o custo para equipar o espaço está estimado em R$ 500 mil. Quando finalizado, o CCI Norte realizará aproximadamente dois mil atendimentos mensais, oferecendo serviços como aulas de dança; atividades físicas e culturais; ações de socialização; alfabetização para idosos; dinâmicas de grupo; cursos de informática, artesanato, oficinas de qualidade de vida e cidadania, educação financeira e palestras educativas; tardes festivas e reuniões com grupos de idosos.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.