Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Carta aberta ao Presidente Bolsonaro

Sr. Presidente Bolsonaro, solicitamos a V. Excelência que determine ao BB, que restabeleça a parceria com a CEF e os 13.700 Lotéricos, para evitar prejuízos aos mais de 70 milhões de cidadãos que são clientes do BB, prejuízo também para os Lotéricos e principalmente para as Loterias do Brasil que anualmente arrecadam R$18 bilhões onde mais da metade se destinam aos programas Sociais, esportivos e de Saúde do Governo Federal.

Veja o caso:

O Banco do Brasil não se entende com a CEF - Caixa Econômica Federal e decidiu proibir que seus correntistas usem as 13.700 Lotéricas que estão em todos os 5.570 Municípios brasileiros. (Onde não tem um banco sempre terá uma lotérica)

São 120 milhões de brasileiros que passam mensalmente pelas lotéricas todos para pagarem suas contas, sacar um dinheiro e fazer um joguinho.

O prejuízo será enorme

Para a população, e em especial para o correntista do BB, que representa 50 % dos usuários das lotéricas. Todos sairão perdendo com esta decisão equivocada do BB, principalmente as lotéricas e seus correntistas que se habituaram a fazer suas transações no seguimento lotérico, com o conforto que todos merecem, e agora o BB quer tirar!

O atendimento deste seguimento é feito com mais de 70 mil funcionários diretos, e sem dúvida é um facilitador na vida das pessoas.

Os 69 milhões de clientes do Banco do Brasil estão revoltados com a medida, e o que temos acompanhando, além disso que foram fechadas recentemente 409 agências do Banco do Brasil no país com a redução do quadro de funcionários em 3.699 servidores.

Lembrando, o cliente/correntista que se vale da rede lotérica para tais transações não é o mesmo cliente de perfil com fácil adaptação para o digital.

Aguardamos ansiosamente as providências cabíveis

Assinado por Correntistas do BB

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios