Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 26/10/2017  09h08

Município divulga balanço da castração de animais

No momento, animais provenientes de ONGs de proteção animal regularmente instituídas estão recebendo os serviços

Desde o reinício do Programa Municipal de Castração, em 22 de setembro, até o momento, a Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou 144 castrações de cães e gatos, além de procedimentos de vermifugação e vacinação. Eles estavam na fila de espera do município e pertencem ao grupo das Organizações Não Governamentais (ONG) de proteção animal regularmente instituídas.

Além deles, outros 895 cães e gatos aguardam o atendimento. Aqueles que receberam o serviço estavam cadastrados desde o início do programa. Pois, nesta fase não foi aberto novo chamamento para a população. De acordo com a a coordenadora de Saúde Ambiental e Zoonoses, da Secretaria Municipal de Saúde, Sandra Oka, a abertura de novos interessados deve acontecer somente após a castração de todos aqueles que estão na fila de espera.

No momento, estão sendo castrados animais classificados entre machos e fêmeas de até 15 quilos, de 15 a 30 e acima de 30 quilos. Eles pertencentes às Organizações Não Governamentais (ONGs), que são o terceiro grupo selecionado. Durante quatro meses, eles receberão os serviços prioritariamente. Após esse período, a castração passará a ser realizada em animais das famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, registradas na Secretaria Municipal de Assistência Social e dos acumuladores de animais já constatados pela Prefeitura.  

Para a execução da castração, vermifugação e chipagem dos animais estão sendo investidos R$ 202.500,00, advindos do Fundo Municipal de Saúde. Com esse valor, a expectativa é ofertar os serviços a cerca de mil animais. “É uma forma de controlar a quantidade de animais e trabalhar a guarda responsável, porque todos os cães e gatos além de serem castrados passam por microchipagem e vermifugação, o que nos ajuda no controle da taxa de natalidade dos animais. É o primeiro passo rumo à conscientização da população”, explicou Sandra.

O contrato atual tem validade até o dia 22 de setembro de 2018, podendo ser renovado por até 60 meses como preconiza a Lei de Licitações. A iniciativa visa diminuir o número de animais de rua na cidade, que atualmente está por volta dos 50 mil, além de ser uma questão de ordem pública evitando a propagação de zoonoses de animais para as pessoas.

A empresa contratada, através de licitação, é a clínica veterinária Clinicão, que atua sob a coordenação e execução da Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde (DVS). No primeiro chamamento para a castração, foram realizados 926 procedimentos, de outubro de 2015 a setembro de 2016.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.