Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 26/10/2017  09h08

Município divulga balanço da castração de animais

No momento, animais provenientes de ONGs de proteção animal regularmente instituídas estão recebendo os serviços

Desde o reinício do Programa Municipal de Castração, em 22 de setembro, até o momento, a Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou 144 castrações de cães e gatos, além de procedimentos de vermifugação e vacinação. Eles estavam na fila de espera do município e pertencem ao grupo das Organizações Não Governamentais (ONG) de proteção animal regularmente instituídas.

Além deles, outros 895 cães e gatos aguardam o atendimento. Aqueles que receberam o serviço estavam cadastrados desde o início do programa. Pois, nesta fase não foi aberto novo chamamento para a população. De acordo com a a coordenadora de Saúde Ambiental e Zoonoses, da Secretaria Municipal de Saúde, Sandra Oka, a abertura de novos interessados deve acontecer somente após a castração de todos aqueles que estão na fila de espera.

No momento, estão sendo castrados animais classificados entre machos e fêmeas de até 15 quilos, de 15 a 30 e acima de 30 quilos. Eles pertencentes às Organizações Não Governamentais (ONGs), que são o terceiro grupo selecionado. Durante quatro meses, eles receberão os serviços prioritariamente. Após esse período, a castração passará a ser realizada em animais das famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, registradas na Secretaria Municipal de Assistência Social e dos acumuladores de animais já constatados pela Prefeitura.  

Para a execução da castração, vermifugação e chipagem dos animais estão sendo investidos R$ 202.500,00, advindos do Fundo Municipal de Saúde. Com esse valor, a expectativa é ofertar os serviços a cerca de mil animais. “É uma forma de controlar a quantidade de animais e trabalhar a guarda responsável, porque todos os cães e gatos além de serem castrados passam por microchipagem e vermifugação, o que nos ajuda no controle da taxa de natalidade dos animais. É o primeiro passo rumo à conscientização da população”, explicou Sandra.

O contrato atual tem validade até o dia 22 de setembro de 2018, podendo ser renovado por até 60 meses como preconiza a Lei de Licitações. A iniciativa visa diminuir o número de animais de rua na cidade, que atualmente está por volta dos 50 mil, além de ser uma questão de ordem pública evitando a propagação de zoonoses de animais para as pessoas.

A empresa contratada, através de licitação, é a clínica veterinária Clinicão, que atua sob a coordenação e execução da Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde (DVS). No primeiro chamamento para a castração, foram realizados 926 procedimentos, de outubro de 2015 a setembro de 2016.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios