Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 26/06/2017  09h40

“Operação Noite Fria” oferece abrigo durante o inverno

Cidadãos podem ajudar as pessoas que vivem em situação de rua através do (43) 9991-4568 e (43) 3378-0414

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, divulgou, na última quinta-feira (22), o balanço dos números de atendimento da Operação Noite Fria. O inverno começou ontem(21), mas a ação teve início no dia 15 de maio e até o dia 13 de junho, o Município já concedeu 282 abrigos às pessoas em situação de rua. A ação prosseguirá pelos próximos três meses.

Além de oferecer um lugar de resguardo e proteção para os dias mais frios do ano, a rede de serviços municipais recebeu sete pessoas que foram atendidas pela Secretaria Municipal de Saúde, também ajudou um cidadão a retornar à família, concedeu auxílio para higiene e alimentação a sete indivíduos que desejaram somente esse serviço e não necessitaram de acolhimento e ajudou outros 18 que procuraram diretamente o Centro POP.  

Ao todo, os profissionais do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS IV) também fizeram 65 orientações para possíveis usuários à rede de atendimento, mas que não aceitaram o acolhimento. O CREAS especializado no atendimento psicossocial a crianças e adolescentes vítimas de violência, também ajudou encaminhando quatro pessoas que estavam em situação de rua e que aceitaram receber atendimento.

De acordo com o balanço feito pela secretária municipal de Assistência Social, Nádia Moura, os números demonstram a importância do trabalho executado pelo serviço de abordagem para as pessoas que vivem em situação de rua. “A rede de serviços ajuda a garantir a dignidade para essas pessoas, além é claro de visar resguardar o direito à vida e acolher quem mais precisa nos dias de frio”, frisou.

A intenção do Município com a “Operação Noite Fria” é atender mais 32 pessoas diariamente, além das 168 vagas que já estão conveniadas e disponíveis durante o ano inteiro. Nesta edição, a instituição Casa do Bom Samaritano (Rua José Fierli, 153, no Parque Bom Retiro) foi a conveniada para a execução da operação.

Para a diretora de Proteção Social Especial, Joseane Nogueira, os números de pessoas que passaram pelo acolhimento durante esse primeiro mês está dentro das expectativas previstas pela Secretaria de Assistência Social. “Durante os meses mais frios do ano, a procura pelo acolhimento aumenta, por isso é tão importante termos mais vagas à disposição, principalmente porque o público é bastante rotativo e em dias mais quentes, por exemplo, os possíveis usuários do serviço preferem não utilizarem o que a rede dispõe”, explicou.

Com a operação, a Prefeitura de Londrina espera ajudar as pessoas que mais precisam, dando a elas condições para deixarem a situação de rua. “O fundamental é que as pessoas não fiquem na rua durante as noites de muito frio, porque elas correm perigo e podem ter a temperatura do corpo diminuída, causando a hipotermia e até morte”, complementou Joseane. 
Serviços oferecidos - Os cidadãos que procuram a entidade (Casa do Bom Samaritano) recebem acolhimento, podem tomar banho, jantar, dormir e receber os serviços de atendimento de proteção social especial. Durante o dia, uma equipe multidisciplinar composta por psicólogos, assistentes sociais, educadores sociais, pedagogos e de apoio faz o acompanhamento da pessoa, direcionando para grupos de atendimento e para ajudá-las a sair da condição de rua.

Para receber o acolhimento é preciso procurar os dois serviços de entrada na rede de atendimento, que são o Serviço de Abordagem Social de Proteção e o Centro de Referência Especializado para População de Rua (Centro POP). É possível permanecer na Casa de Passagem por 20 dias e receber atendimento de acolhimento durante seis meses. A situação de cada pessoa é avaliada individualmente pela equipe da Assistência Social.

Como ajudar - Os cidadãos que souberem de pessoas que vivem em situação de rua e desejam ajudá-las podem telefonar no (43) 9991-4568 e (43) 3378-0414. São aceitas ligações a cobrar. O horário de atendimento do serviço é de segunda a sexta-feira, das 7 às 23 horas, nos sábados das 9 às 20 horas, e domingos e feriados, das 9 às 15 horas. A comunidade também pode telefonar para o Centro POP, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no (43) 3378-0417.

De acordo com os números de atendimento dos Serviços de Abordagem Social de janeiro deste ano, os técnicos da Secretaria Municipal de Assistência Social estimam que em Londrina existam 500 pessoas que vivem em situação de rua. Para atendê-las, o Município tem convênio com quatro instituições de acolhimento que são Casa do Bom Samaritano, Associação Projeto Pão da Vida, Serviço de Obras Sociais de Londrina – SOS e Casa do Caminho de Londrina.

As pessoas que desejam auxiliar as entidades parceiras da Prefeitura podem doar alimentos, roupas e produtos de higiene pessoal. Para o inverno, são priorizados agasalhos e calçados. As doações podem ser feitas diretamente nas entidades assistenciais.

Casa do Bom Samaritano 
Rua José Fierli, 153 – Vila Marízia 
Fone: 3339-1379

Associação Projeto Pão da Vida 
Rua Bélgica, 959 – Jardim Igapó 
Fone: 3343-3529

Serviço de Obras Sociais de Londrina – SOS  
Rua Jaguaribe, 350 – Vila Nova 
Fone: 3024-4420

Casa do Caminho de Londrina 
Av. Paul Harris, 1481 
(43) 3325-4037

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios