Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A construção de uma segunda ponte sobre o rio Paraná, na fronteira do Brasil com o Paraguai, em Foz do Iguaçu, foi o principal assunto tratado pelo governador Beto Richa e o embaixador paraguaio, Manuel Cáceres, durante reunião no Palácio Iguaçu, nesta terça-feira (04). O projeto de uma nova ligação entre os dois países, próximo à Tríplice Fronteira, é de mais de 20 anos e ainda não foi iniciado por problemas burocráticos e políticos.

O embaixador solicitou a Richa que articule, junto ao governo federal, a liberação de R$ 60 milhões para o início da obra. O custo total para o governo brasileiro está orçado em cerca de R$ 250 milhões. O governo paraguaio deve investir mais R$ 1,2 bilhão para a execução de outros projetos de infraestrutura para a integração entre os dois países.

“A construção dessa segunda ponte é fundamental para a ligação entre o Brasil e o Paraguai. Grande parte da produção paraguaia é escoada pelo Porto de Paranaguá”, disse Richa. Ele se comprometeu a levar a questão ao ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, e à bancada federal do Paraná. 

AUMENTAR PARCERIA - A proposta, de acordo com o embaixador Cáceres, é tirar o tráfego pesado da Ponte da Amizade, por onde passam cerca 45 mil veículos leves e mil caminhões por dia. “A segunda ponte é fundamental para aumentar a parceria comercial que temos hoje”, afirmou Cáceres. “Há comércio extraordinário entre os dois países. Esse é o trecho de fronteira mais dinâmico do Brasil entre seus vizinhos sul-americanos, e o Paraná é um parceiro estratégico do nosso país nesse contexto”, afirmou o embaixador. 

AEN
 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.