Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Antes de você se fazer esta pergunta: “Por que namorar”, eu te faço outra: “Por que viajar?”. Viajamos com objetivo de chegar a algum lugar. E, talvez, assim como eu, você pode também até gostar de “pegar a estrada”, conhecer novos lugares, refletir no caminho, curtir a paisagem etc.

Então, é aí que está a grande sacada dessa comparação: a viagem é necessária, mas você não vai querer ficar dando voltas e voltas sem chegar a algum lugar! Entretanto, infelizmente, muitos “viajam em namoros”, sem um objetivo claro.

Namorar é bom, mas é preciso ter um compromisso

Querem apenas curtir a “viagem” sem compromisso. E quantos já se perderam; se desviaram nessas viagens por não terem uma noção clara de onde se quer chegar! E qual é, então, esse objetivo da “viagem”? O casamento!

Pensar em namoro sem uma percepção do eterno não é amor, e sim utilizar-se do outro apenas como um meio para o alcance do prazer. Contudo, ninguém tem o direito de servir-se do outro, de usá-lo como um meio. E o namoro não pode ser uma viagem sem fim.

Namoro é uma preparação para o matrimônio

Se você já está nessa viagem, não deixa de conhecer, aprofundar, calcular, esperar e, sobretudo, saber aonde você quer chegar. E, se você ainda não está nessa viagem, busque ter consciência do valor dela. Talvez, seja tempo de esperar. E que a sua espera seja pautada em princípios que valorizam o sentido da sua disposição em viver bem toda essa proposta. Serão esses princípios que revelarão o valor daquele ou daquela que encarará o alto preço dessa viagem ao seu lado.

Fagner Mendoça - Missionário da Comunidade Canção Nova

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios