Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Praça de Atendimento da Secretaria Municipal de Fazenda, localizada na sede da Prefeitura de Londrina, ampliou seu horário de atendimento durante o mês de maio. Até o dia 30, a praça estará aberta das 9 às 18 horas, de segunda a sexta-feira. A medida visa garantir o atendimento dos contribuintes que foram comunicados, via carta de cobrança, de débitos pendentes inscritos ou não em dívida ativa.

A Praça de Atendimento da Fazenda fica no piso térreo do prédio administrativo da Prefeitura, localizado na Avenida Duque de Caxias, 635. Foram emitidas 79.572 cartas-boleto, para pagamentos do IPTU 2018, com vencimento no período de 8 a 11 de maio.

Segundo a diretora de Arrecadação da Secretaria Municipal de Fazenda, Yumiko Ueno Magno, nos últimos dias a Praça da Fazenda na Prefeitura tem realizado uma média de 420 atendimentos diários. “Essa ampliação temporária do horário visa atender esse público. E além da praça no prédio da Prefeitura, os contribuintes podem tirar dúvidas sobre esses débitos nos demais postos de atendimento das regiões leste, norte e oeste”, informou.

O posto de atendimento da região norte está localizado na Avenida Saul Elkind, 892, e o horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas. Na região leste, o posto fica no 2º andar do Shopping Boulevard, na Avenida Theodoro Victoreli, 150. O atendimento ocorre de segunda a sábado, das 10 às 22 horas. E na região oeste, o posto descentralizado está no Armazém da Moda, na Avenida Tiradentes, 1.411, loja 149, e fica aberto de segunda a sábado, das 9 às 21 horas.

Além das cartas-boleto do IPTU 2018, a Secretaria Municipal de Fazenda está encaminhando outras 32.495 correspondências para cobrança de débitos inscritos em dívida ativa, dos anos de 2015 e 2016. Também foram encaminhadas mais 34.944 cartas-boleto, referentes à dívida ativa de 2017, sobre débitos lançados no Cadastro Municipal de Contribuintes (CMC) de Tributos Mobiliários. Estas cartas-boleto terão vencimento para os dias 28, 29 ou 30 de maio.

Yumiko explicou que cada correspondência emitida oferece a opção para quitação da dívida à vista ou pagamento parcelado. “O contribuinte que optar pelo parcelamento irá receber, após o primeiro pagamento, o carnê com as demais parcelas. Essa iniciativa tem o objetivo de reduzir a inadimplência e, por consequência, a execução fiscal, que é mais onerosa para o contribuinte por conta dos custos processuais”, adiantou.

N.Com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.