Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Praça de Atendimento da Secretaria Municipal de Fazenda, localizada na sede da Prefeitura de Londrina, ampliou seu horário de atendimento durante o mês de maio. Até o dia 30, a praça estará aberta das 9 às 18 horas, de segunda a sexta-feira. A medida visa garantir o atendimento dos contribuintes que foram comunicados, via carta de cobrança, de débitos pendentes inscritos ou não em dívida ativa.

A Praça de Atendimento da Fazenda fica no piso térreo do prédio administrativo da Prefeitura, localizado na Avenida Duque de Caxias, 635. Foram emitidas 79.572 cartas-boleto, para pagamentos do IPTU 2018, com vencimento no período de 8 a 11 de maio.

Segundo a diretora de Arrecadação da Secretaria Municipal de Fazenda, Yumiko Ueno Magno, nos últimos dias a Praça da Fazenda na Prefeitura tem realizado uma média de 420 atendimentos diários. “Essa ampliação temporária do horário visa atender esse público. E além da praça no prédio da Prefeitura, os contribuintes podem tirar dúvidas sobre esses débitos nos demais postos de atendimento das regiões leste, norte e oeste”, informou.

O posto de atendimento da região norte está localizado na Avenida Saul Elkind, 892, e o horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas. Na região leste, o posto fica no 2º andar do Shopping Boulevard, na Avenida Theodoro Victoreli, 150. O atendimento ocorre de segunda a sábado, das 10 às 22 horas. E na região oeste, o posto descentralizado está no Armazém da Moda, na Avenida Tiradentes, 1.411, loja 149, e fica aberto de segunda a sábado, das 9 às 21 horas.

Além das cartas-boleto do IPTU 2018, a Secretaria Municipal de Fazenda está encaminhando outras 32.495 correspondências para cobrança de débitos inscritos em dívida ativa, dos anos de 2015 e 2016. Também foram encaminhadas mais 34.944 cartas-boleto, referentes à dívida ativa de 2017, sobre débitos lançados no Cadastro Municipal de Contribuintes (CMC) de Tributos Mobiliários. Estas cartas-boleto terão vencimento para os dias 28, 29 ou 30 de maio.

Yumiko explicou que cada correspondência emitida oferece a opção para quitação da dívida à vista ou pagamento parcelado. “O contribuinte que optar pelo parcelamento irá receber, após o primeiro pagamento, o carnê com as demais parcelas. Essa iniciativa tem o objetivo de reduzir a inadimplência e, por consequência, a execução fiscal, que é mais onerosa para o contribuinte por conta dos custos processuais”, adiantou.

N.Com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios