Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 30/11/2017  08h38

Prefeitura doa lenha para entidades sem fins lucrativos

Para receber a doação de madeira é necessário se inscrever na SEMA, em até 6 dias úteis a contar da publicação no Jornal Oficial do Município

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal do Ambiente (SEMA), publica no Jornal Oficial do Município, desta quinta-feira(30), o aviso para a doação de lenha. Poderão participar as entidades filantrópicas e as instituições sem fins lucrativos.

De acordo com a secretária municipal do Ambiente, Roberta Queiroz, devido aos fortes ventos e chuvas ocorridos em Londrina durante o mês de novembro, houve grande acúmulo de resíduos de árvores, visto que apenas em 20 de novembro, mais de 250 quedas de árvores (das mais variadas espécies) foram registradas na cidade.

“A SEMA fará essa doação, porque assim daremos um fim social ao material, ajudando as entidades, e vamos liberar o ônus da secretaria no recolhimento e armazenamento. Isso porque hoje temos poucos funcionários para executar os serviços e dificuldades de logística, visto que precisamos alugar um caminhão munck para o transporte e carregamento, o que gera altos custos para o Município”, explicou Roberta.

Para receber a doação de madeira será preciso se inscrever na SEMA, encaminhando os documentos constantes no Jornal Oficial, que são: estatuto social, ata da assembleia da última eleição de diretoria da entidade sem fins lucrativos ou da instituição filantrópica, documento do representante da instituição e certidão de regularidade fiscal municipal. As entidades terão 6 dias úteis para se inscreverem a contar da publicação do aviso no Jornal Oficial.

Após a inscrição, os profissionais da SEMA analisarão toda a documentação para então liberarem o recolhimento, o transporte e a utilização da madeira. Os interessados poderão utilizar os troncos e galhadas recolhidos para uso próprio, como em caldeiras para aquecimento de água, artesanatos, marcenaria e outras atividades ou também poderão comercializar o produto. Eles terão até 5 dias úteis para recolherem o material doado e deixarem o espaço limpo. A responsabilidade pelo corte em toras, carregamento, transporte e acomodação da madeira caberá exclusivamente às instituições que se cadastrarem.

A intenção da Secretaria do Ambiente é que, futuramente, possa ser criado um credenciamento permanente para a doação e o recolhimento de troncos não aproveitados.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios