Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Juan Carlos Varela Rodríguez visitou a empresa no sábado (16), como parte de missão oficial ao Paraguai. Ele defendeu maior intercâmbio entre os países.

O  presidente do Panamá, Juan Carlos Varela Rodríguez, fez uma visita técnica  à usina de Itaipu no sábado (16), como parte de uma missão oficial ao  Paraguai.  Juan  Carlos Rodríguez foi recebido no Centro de Recepção do Visitante,  em  Hernandárias,  pelo diretor técnico de Itaipu, José Sanchez Tillería, e pela diretora jurídica executiva, Magnolia Mendoza.

Também  estavam  presentes  a  ministra de Turismo do Paraguai, Sofía Montiel,  e  o  governador de Alto Paraná, Roberto González Vaesken. “Estou muito impressionado  de  visitar Itaipu, um empreendimento binacional que, sem  dúvida alguma,  contribui  muito  para  o desenvolvimento econômico e social  do  Brasil e do Paraguai, além de dar segurança energética aos dois países”, enfatizou.

O  presidente  elogiou  os projetos de preservação ambiental mantidos pela  empresa e o esforço para a promoção do turismo regional. Ele terminou a  visita  no museu Terra Guarani, mantido pela Itaipu na margem paraguaia.

“Realmente é um projeto binacional impressionante em sua construção, em sua operação e em sua administração.”

O  presidente  aproveitou a visita para defender o fortalecimento das relações entre os dois países e discutir a possibilidade de cooperação. “Há muitas oportunidades que podemos identificar e queremos realizar ações para promovermos  juntos  o  turismo  (Panamá  e Paraguai), o desenvolvimento da conectividade e o intercâmbio comercial”, assegurou.

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional  é  líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido,  desde  1984,  mais  de  2,6  bilhões  de  MWh. Em 2016, a usina brasileira  e  paraguaia  retomou  o  recorde  mundial  anual de geração de energia,  com  a  marca  de  103.098.366  MWh.  Em 2018, a hidrelétrica foi responsável  pelo  abastecimento  de  15%  de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai.

Asimp/Itaipu

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios