Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 28/07/2017  14h45

Procon fiscaliza postos de combustíveis

Durante pesquisa de preços, Procon verificou que valor médio da gasolina comum, em Londrina, está custando R$ R$ 3,66; já do etanol é de R$ 2,59

Na última quarta-feira (26), o Núcleo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Londrina (Procon-LD) realizou uma pesquisa de preços em 103 postos de combustíveis da cidade. Durante a pesquisa, a fundação também notificou todos para a apresentação da documentação referente aos estoques de etanol (álcool) e na gasolina comum comercializados.

Segundo o coordenador do Procon-LD, Gustavo Richa, os proprietários dos postos de combustíveis devem receber a notificação encaminhada via Aviso de Recebimento (AR), pelos Correios, nesta sexta-feira (28). A partir do recebimento, eles têm até três dias para encaminhar todos os documentos requeridos pelo Procon.

A expectativa é que as notas dos pagamentos efetuados na aquisição dos combustíveis por parte dos proprietários de estabelecimentos sejam apuradas pelos técnicos do Procon e funcionários do Ministério Público até o final da próxima semana. “Com a análise da documentação poderemos verificar se houve cobrança abusiva ou não por parte dos postos de combustíveis. Se for constatada a cobrança abusiva ou qualquer outra irregularidade será feito o auto de infração, podendo acarretar em multa”, explicou Richa.

A intenção, desta ação em conjunto com a pesquisa de preços mensal, foi investigar o aumento de preço da gasolina e do álcool e avaliar se houve acréscimo sem justa causa. O preço médio da gasolina comum verificado foi de R$ 3,66, o que corresponde a um aumento de 7,66% em relação ao mês de maio deste ano. O preço mínimo aferido foi de R$ 3,45 e preço máximo R$ 3,89.

Com relação ao valor do etanol, o preço médio foi de R$ 2,59, correspondendo a uma elevação de 6,90% em comparação com o mês de maio de 2017. O maior valor constatado foi de R$ 2,84 e o menor foi de R$ 2,35.

Dos 103 estabelecimentos comerciais, cinco postos se recusaram a fornecer informações e dez não possuem contato ativo. A sexta pesquisa de preços pode ser consultada no portal da Prefeitura, por meio do www.londrina.pr.gov.br/procon, clicando no setor de pesquisa.

Caso a população tenha suspeita de irregularidades é possível denunciar pelo telefone 151, pelo email procon@londrina.pr.gov.br, ou pessoalmente na sede do órgão, que fica na Rua Mato Grosso, 299, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas. A entrega de senhas para o atendimento é das 9 às 14 horas.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.