Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Geral 28/07/2017  14h45

Procon fiscaliza postos de combustíveis

Durante pesquisa de preços, Procon verificou que valor médio da gasolina comum, em Londrina, está custando R$ R$ 3,66; já do etanol é de R$ 2,59

Na última quarta-feira (26), o Núcleo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Londrina (Procon-LD) realizou uma pesquisa de preços em 103 postos de combustíveis da cidade. Durante a pesquisa, a fundação também notificou todos para a apresentação da documentação referente aos estoques de etanol (álcool) e na gasolina comum comercializados.

Segundo o coordenador do Procon-LD, Gustavo Richa, os proprietários dos postos de combustíveis devem receber a notificação encaminhada via Aviso de Recebimento (AR), pelos Correios, nesta sexta-feira (28). A partir do recebimento, eles têm até três dias para encaminhar todos os documentos requeridos pelo Procon.

A expectativa é que as notas dos pagamentos efetuados na aquisição dos combustíveis por parte dos proprietários de estabelecimentos sejam apuradas pelos técnicos do Procon e funcionários do Ministério Público até o final da próxima semana. “Com a análise da documentação poderemos verificar se houve cobrança abusiva ou não por parte dos postos de combustíveis. Se for constatada a cobrança abusiva ou qualquer outra irregularidade será feito o auto de infração, podendo acarretar em multa”, explicou Richa.

A intenção, desta ação em conjunto com a pesquisa de preços mensal, foi investigar o aumento de preço da gasolina e do álcool e avaliar se houve acréscimo sem justa causa. O preço médio da gasolina comum verificado foi de R$ 3,66, o que corresponde a um aumento de 7,66% em relação ao mês de maio deste ano. O preço mínimo aferido foi de R$ 3,45 e preço máximo R$ 3,89.

Com relação ao valor do etanol, o preço médio foi de R$ 2,59, correspondendo a uma elevação de 6,90% em comparação com o mês de maio de 2017. O maior valor constatado foi de R$ 2,84 e o menor foi de R$ 2,35.

Dos 103 estabelecimentos comerciais, cinco postos se recusaram a fornecer informações e dez não possuem contato ativo. A sexta pesquisa de preços pode ser consultada no portal da Prefeitura, por meio do www.londrina.pr.gov.br/procon, clicando no setor de pesquisa.

Caso a população tenha suspeita de irregularidades é possível denunciar pelo telefone 151, pelo email procon@londrina.pr.gov.br, ou pessoalmente na sede do órgão, que fica na Rua Mato Grosso, 299, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas. A entrega de senhas para o atendimento é das 9 às 14 horas.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios