Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Londrina teve uma sólida participação no maior evento de tecnologia para cidades da América Latina, o Smart City Business, que acontece no Expo Unimed, em Curitiba, até amanhã, 24. A Sercomtel, Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL), Fórum Desenvolve Londrina, Senai, Sindicato das Indústrias de Informática, a assessoria de Assuntos Estratégicos da prefeitura e Sebrae marcaram presença em debates e painéis.

O prefeito Marcelo Belinati fez questão de liderar a comitiva londrinense, já que a cidade é sede do Arranjo Produtivo Local (APL) de Tecnologia de Informação e Comunicação, que movimenta dois mil empregos na região. E projetos locais também ganharam destaque no Painel Smart Cities, entre eles o “Como Transformar sua Cidade”, em parceria com a Sercomtel.

Em Londrina, há um projeto-piloto que deverá integrar em um bairro, a princípio, a telegestão da iluminação pública, a vigilância por câmeras nas ruas e o monitoramento realizado pela Polícia Militar. O Jardim Petrópolis foi escolhido para hospedar o piloto por concentrar grande circulação de pessoas em torno de três hospitais e dezenas de clínicas médicas.

O monitoramento online de ruas públicas já existe em vários países. O detalhe que chamou a atenção dos congressistas do Smart Cities é o fato de que a novidade londrinense seria comandada por uma empresa de economia mista, responsável tanto pela telecomunicação digital do projeto como pela iluminação pública. O modelo de Parceria Público-privada, porém, não está descartado no impacto do projeto, que terá ainda um aspecto comunitário na viabilização de custos.

Troca de informações

O evento Smart Cities possibilitou a troca de informações entre dirigentes de várias cidades brasileiras e empresários. Luiz Figueira, assessor de Assuntos Estratégicos da prefeitura de Londrina, debateu a ampliação das possibilidades tecnológicas em áreas como Saúde, Mobilidade Urbana e Educação. Hans Müller, presidente da Sercomtel Iluminação, participou de um painel sobre as Parcerias Público-privadas na construção de cidades inteligentes.

Luiz Carlos Adati, presidente da holding Sercomtel, foi amplamente questionado sobre a pluralidade de serviços da empresa, que atua em segmentos bastante diversos. “O importante é não perder o foco de que uma cidade digital deve oferecer melhor qualidade de vida de maneira ampla, mesmo que tenhamos que começar aos poucos, em uma área de cada vez. E o primeiro passo é conseguir entrelaçar as forças da comunidade, o que já está acontecendo”, afirmou Adati.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios