Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Londrina teve uma sólida participação no maior evento de tecnologia para cidades da América Latina, o Smart City Business, que acontece no Expo Unimed, em Curitiba, até amanhã, 24. A Sercomtel, Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL), Fórum Desenvolve Londrina, Senai, Sindicato das Indústrias de Informática, a assessoria de Assuntos Estratégicos da prefeitura e Sebrae marcaram presença em debates e painéis.

O prefeito Marcelo Belinati fez questão de liderar a comitiva londrinense, já que a cidade é sede do Arranjo Produtivo Local (APL) de Tecnologia de Informação e Comunicação, que movimenta dois mil empregos na região. E projetos locais também ganharam destaque no Painel Smart Cities, entre eles o “Como Transformar sua Cidade”, em parceria com a Sercomtel.

Em Londrina, há um projeto-piloto que deverá integrar em um bairro, a princípio, a telegestão da iluminação pública, a vigilância por câmeras nas ruas e o monitoramento realizado pela Polícia Militar. O Jardim Petrópolis foi escolhido para hospedar o piloto por concentrar grande circulação de pessoas em torno de três hospitais e dezenas de clínicas médicas.

O monitoramento online de ruas públicas já existe em vários países. O detalhe que chamou a atenção dos congressistas do Smart Cities é o fato de que a novidade londrinense seria comandada por uma empresa de economia mista, responsável tanto pela telecomunicação digital do projeto como pela iluminação pública. O modelo de Parceria Público-privada, porém, não está descartado no impacto do projeto, que terá ainda um aspecto comunitário na viabilização de custos.

Troca de informações

O evento Smart Cities possibilitou a troca de informações entre dirigentes de várias cidades brasileiras e empresários. Luiz Figueira, assessor de Assuntos Estratégicos da prefeitura de Londrina, debateu a ampliação das possibilidades tecnológicas em áreas como Saúde, Mobilidade Urbana e Educação. Hans Müller, presidente da Sercomtel Iluminação, participou de um painel sobre as Parcerias Público-privadas na construção de cidades inteligentes.

Luiz Carlos Adati, presidente da holding Sercomtel, foi amplamente questionado sobre a pluralidade de serviços da empresa, que atua em segmentos bastante diversos. “O importante é não perder o foco de que uma cidade digital deve oferecer melhor qualidade de vida de maneira ampla, mesmo que tenhamos que começar aos poucos, em uma área de cada vez. E o primeiro passo é conseguir entrelaçar as forças da comunidade, o que já está acontecendo”, afirmou Adati.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.