Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A população brasileira está envelhecendo. Segundo projeções do IBGE, as pessoas com 65 anos ou mais que, hoje, representam cerca de 10% da população, serão mais de 25% em 2060. Ou seja, daqui a quarenta anos, uma em cada quatro pessoas será idosa no Brasil.

O tema também faz pensar sobre a qualidade de vida dessas pessoas e das necessidades que surgem ao longo do tempo na rotina de vida. Alguns idosos necessitam de cuidados específicos em certo momento da vida e para isso a figura do cuidador de idoso é essencial para essa população.

Em 10 anos (2007-2017), o número de cuidadores de idosos saltou de 5.263 para 34.051, um aumento de 547%, que faz dessa ocupação a que mais cresce no País.

O crescimento desta categoria trabalhista no país traz uma necessidade de regulamentação e reconhecimento do Poder Público para caracterizar legalmente a atividade. Esse foi um dos motivos que levou o senador Flávio Arns (Rede/PR) a apresentar o Projeto de Lei 3242/2020, que altera o Estatuto da Pessoa Idosa para definir a figura do Cuidador de Pessoa Idosa.

Na justificativa do projeto, Arns define o cuidador como a pessoa que auxilia o idoso e o acompanha no dia a dia, para cuidar do bem-estar, saúde, alimentação, higiene pessoal, educação, cultura, recreação e lazer, garantindo a ele autonomia, independência e bem-estar.

 “Essa definição vai proporcionar melhores condições para que as famílias e organizações sociais, em articulação com o Estado, possam exercer seu papel adequado no cuidado e proteção à pessoa idosa. Queremos que essa atividade seja mais valorizada no Brasil”, afirmou Arns.

O projeto prevê a definição legal da ocupação, exemplifica suas atribuições e responsabilidades e estabelece princípios norteadores. O projeto de lei não impõe requisitos ou exigências em relação à ocupação para garantir o direito de livre exercício profissional.​

Greicy Pessoa/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.