Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A culpa pode se transformar em depressão

Não quero falar sobre a culpa, mas do sentimento de culpa. Se tiver pecado, tenho de dizer: “Eu pequei, sou um pecador”. As culpas são realidades que devem nos jogar ainda mais nas mãos de Deus, realidades que devem nos fazer encontrar o Cristo Salvador!

O problema maior, nos dias de hoje, é sustentarmos que não precisamos de um Cristo Salvador, porque podemos nos salvar sozinhos. Essa é toda a teoria, a filosofia – podemos chamá-la como quisermos –, da Nova Era, a qual nos diz que não precisamos mais do Salvador.

Dessa forma, não me refiro às culpas, mas sim aos sentimentos de culpa. A realidade da culpa é aquilo que faz São Paulo falar: “Em mim existe uma lei que não me deixa fazer o bem que eu quero, mas me leva a fazer o mal”. Essa é a culpa! Os sentimentos de culpa, em vez disso, consistem em nos fazer sentir culpados quando, na realidade, não somos, porém, ainda vivemos nosso pecado! Aqui temos uma grande ferida psicológica.

Reconhecer-se pecador

Encontramos muitos fiéis com esses sentimentos de culpa, que podem se transformar em escrúpulos, ou talvez em depressão, em obsessão, pois, muitas vezes, nos fixamos a uma ideia. Fixamos a nossa atenção sobre um ponto, que é praticamente irreal, porque se Deus me perdoa, eu já não sou culpado. O diabo fica, certamente, festejando quando acha uma fraqueza desse tipo no homem. Ele tenta e consegue, com uma certa facilidade, convencer-nos de que Deus já não nos ama.

Deus me ama! Tudo começa disso, a caminhada para a cura começa aqui. A caminhada não começa do falar “eu sou um pecador”, mas do falar “Deus me ama, Ele perdoa o meu pecado”. Uma vez que Ele nos ama, tentamos não pecar mais, porque o amor deve ser respondido com amor. Portanto, o início da caminhada está aqui: Deus nos ama!

(Trecho do livro: “Cura do mal e libertação do maligno”, de Frei Elias Vella, OFM Conv)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.