Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ação é patrocinada pelo Moinho Globo, da região de Londrina, que doou duas toneladas de farinha de trigo para que parceiro comercial pudesse operacionalizar a campanha

Em tempos de coronavírus, uma campanha da rede de franquias Tradicional Bolos e Tortas com o patrocínio do Moinho Globo  - indústria sediada em Sertanópolis, na região de Londrina -  busca despertar a solidariedade nas pessoas. A ideia é simples: na compra de uma torta doce ou salgada, o cliente leva grátis um bolo  caseiro com a sugestão que essa cortesia seja doada para um idoso  recluso, para quem está em situação de rua, para um trabalhador informal ou qualquer outra pessoa que esteja passando por dificuldades.

Com 50 lojas no Brasil, a marca Tradicional Bolos e Tortas tem uma unidade também em Londrina e faz entregas via aplicativo Ifood. Pelo aplicativo, quem comprar ganha ainda um desconto de 30% nos produtos dessa ação. Esse desconto é patrocinado pela marca Nestlé, que também é parceira.

“Iniciamos o mês de abril propondo essa corrente solidária para que os bolos que nossos clientes recebem em cortesia cheguem a quem está precisando. Num momento tão difícil como o que estramos atravessando são os pequenos gestos que podem fazer a diferença”, explica o empresário Vinicius Olliver, sócio-fundador da Tradicional.

O Moinho Globo doou duas toneladas de farinha de trigo Globo para esta ação. A  Tradicional Bolos e Tortas usa  a farinha de trigo Globo em toda a sua linha de produtos desde 2012. “Meu sentimento, como empresário e cidadão, é de gratidão pelo Moinho Globo  que topou apoiar nossa ideia”, revela  Olliver.

A vice-presidente do Moinho, Paloma Venturelli, reforça o fato de  a ação procurar despertar  no comprador o propósito de ajudar. “Nós, enquanto sociedade,  precisamos nos mobilizar, fazer a ajuda chegar  a esse público que já sofre com os impactos de toda essa crise do  coronavírus que estamos vivendo”, afirma a executiva.

Nas redes sociais, informações sobre a campanha podem ser  conferidas  com a hashtag #comprasolidariatradicional

Cristina Luchini/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios