Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Warning: Undefined variable $ad_format in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_pub_2021.php on line 15

Competição nacional de carros construídos por estudantes de engenharia tem 70 equipes inscritas no total e acontece em Piracicaba (SP), de 28 de novembro a 1º de dezembro

Estudantes de engenharia de universidades do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul projetaram 17 carros de alto desempenho que representarão a região Sul na 16ª Competição Fórmula SAE BRASIL. A disputa será realizada de 28 de novembro a 1º de dezembro, no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (ECPA), em Piracicaba, SP.

Do total de 70 veículos inscritos na competição nacional, 48 são movidos a combustão e 22 elétricos, todos projetados e construídos por universitários dentro das instituições de ensino sob orientação de professores. Os estudantes representam instituições de ensino superior de todo o país.  A região Sul inscreveu 17 equipes este ano, oito de Santa Catarina, seis do Paraná, e três do Rio Grande do Sul (veja as equipes e as instituições de ensino inscritas no final da matéria)

As equipes que obtiverem as melhores pontuações na etapa brasileira poderão representar o Brasil na competição mundial em 2020, promovida pela SAE International nos Estados Unidos.

Santa Catarina

A Ampera Racing, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) campus Florianópolis, alcançou dois pódios (2014 e 2016) nos cinco anos em que participou na categoria Elétrica da Fórmula SAE BRASIL. A equipe começou a trabalhar no projeto 2019 em janeiro e está no estágio final de fabricação do carro elétrico, que entrará em fase de testes em outubro, em Florianópolis. A equipe empregou aço 1020 no chassi, fibra de vidro na carenagem e fibra de carbono em peças pontuais no cockpit, materiais que facilitam a fabricação para ganhar mais tempo de testes. “O projeto foi todo focado em confiabilidade e robustez e a grande inovação é o motor”, diz o capitão Artur Sabino de Andrade, 24 anos, aluno de Engenharia Mecânica. A UFSC particip a da competição com outras duas equipes - Fórmula UFSC e Fórmula CEM, ambas na categoria combustão.

Rio Grande do Sul

A equipe Formula UFSM, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) participa da competição nacional desde 2010 na categoria Combustão, na qual foi a 4ª colocada ano passado. Disputou dois campeonatos mundiais em Lincoln, promovidos pela SAE International nos Estados Unidos. Para a fase nacional este ano desenvolve projeto novo, em fase de construção e com previsão de teste entre setembro e novembro. “O conceito que guiou o projeto foi a redução de massa, mais potência e menor custo”, aponta Glauber Seibert Silveira, capitão da equipe. O novo carro conta com motor Honda, e kit aerodinâmico em fibra de vidro. Novos gabaritos foram adotados para fabricação do chassi tubular para garantir simetria e dimensões, e novo projeto para os

semi-eixos da transmissão foi desenvolvido a fim de obter mais eficiência do sistema. “O motor aumentou a potência em 22,7kW (30hp), em relação ao projeto anterior”, aponta Glauber.

Paraná

Estreante em 2018 na Fórmula SAE BRASIL a equipe Fórmula UTFPR, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), volta com um veículo a combustão totalmente novo em relação ao anterior, desde o chassi com perfis de tubos menores e redução da massa em 15%, até o powertrain, este ano com um motor de 300 cilindradas e turbo compressor, 100% mais potente. O projeto também passou por mudanças na geometria de suspensão e no sistema eletrônico, que passará a coletar maior quantidade de dados. “Os pontos fortes do carro são a baixa relação peso/potência e o powertrain muito mais potente”, afirma o capitão Ricardo Janssen Harger da Silva, 20 anos, aluno do sexto período do curso de Engenharia Mecânica. “O projeto Fórm ula significa muito para a equipe, além de ser uma oportunidade de grande aprendizado, muitos bons momentos são fruto desse projeto”, conclui.

Carros

Os carros Fórmula SAE a combustão têm motores de quatro tempos e capacidade volumétrica máxima de 710 cm³. Já os elétricos são tracionados por motores elétricos, alimentados a partir de baterias de até 600 volts, com autonomia de pelo menos 22 km. Na competição, a recarga das baterias é realizada em carga lenta, em área com alto nível de segurança.

“Os programas estudantis da SAE BRASIL motivam os jovens à carreira de engenharia e lançam desafios encontrados na prática profissional que levam muito além do conhecimento acadêmico adquirido na sala de aula”, analisa o engenheiro Mauro Correia, presidente da SAE BRASIL.

Equipes Da Região Sul

(17 equipes - 9 na categoria Combustão e 8 na Elétrica)

Equipes Rio Grande do Sul

Equipe Formula UFSM - Universidade Federal de Santa Maria/ Combustão

Equipe RS Racing UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul/ Combustão

Equipe E-Power UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul/ Elétrica

Equipes Paraná

Equipe UTForce e-Racing – Universidade Tecnológica Federal do Paraná-Ponta Grossa/ Elétrica

Equipe UTFast F-SAE Racing – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Campus Ponta Grossa/ Combustão

Equipe Fórmula UTFPR - Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba/ Combustão

Equipe Fórmula CP – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Campus Cornélio Procópio/ Combustão

Equipe UFPR Fórmula - Universidade Federal do Paraná/Elétrica

Equipe UFPR Fórmula - Universidade Federal do Paraná – Curitiba/ Combustão

Equipes Santa Catarina

Equipe Fórmula UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina/ Combustão

Equipe Fórmula CEM - Universidade Federal de Santa Catarina/ Elétrica

Equipe Fórmula CEM IC - Universidade Federal de Santa Catarina/ Combustão

Equipe Ampera Racing - Universidade Federal de Santa Catarina/ Elétrica

Equipe IFCS Red Tails–Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Santa Catarina/ Elétrica

Equipe Avant E-Racing - Centro Universitário Uniavan/ Elétrica

Equipe E-Force – Universidade do Estado de Santa Catarina/ Elétrica

Equipe Formula UNO–Universidade Comunitária da Região de Chapecó – Unochapecó/ Combustão

Maria do Socorro Diogo/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.