Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O número de casos de furtos de cabos da rede de telefonia da Sercomtel Telecomunicações tem crescido de forma expressiva em 2017. Desde janeiro, os criminosos furtaram a operadora 104 vezes, o que representa ao todo, 8.702 metros de cabos e um prejuízo R$ 212.781,65 mil. As ocorrências são registradas geralmente de madrugada.

Se comparado com este mesmo período de 2016, que registrou prejuízo de R$ 158.239,30, o número de ocorrências aumentou, pois no ano passado foram 68 casos de furto na rede, totalizando a perda de 5.570 metros de cabo.

Mesmo com os inúmeros boletins de ocorrência que a Sercomtel registra em todos os casos o problema persiste. Segundo o gerente da área de Implantação e Manutenção (EIM), Luis Carlos Bianco, o aumento estaria relacionado à situação econômica do país; tráfico e uso de drogas; dificuldade de identificar e aplicar a punição, tanto para quem realiza este delito como para quem compra este material; além do desrespeito aos cidadãos que necessitam das telecomunicações para a prestação e a utilização de serviços públicos essenciais, como postos de saúde, bancos, escolas.

Para tentar evitar novas ações, Bianco contou que a Sercomtel tem se dedicado à implantação de "braçadeiras de aço" na rede para dificultar os furtos. "O trabalho teve início em maio e o foco principal é a instalação das braçadeiras em pontos da rede que dificultam o corte dos cabos. Os endereços selecionados são os locais em que a Sercomtel tem registrado maior frequência de furtos, como as estações Waldemar Hauer, Santa Mônica, Casoni, Bahia, Coliseu, Santiago, Santa Mônica, em Londrina, e na cidade de Apucarana", explicou.

Apesar da iniciativa tomada para inibir os criminosos, o gerente destacou que a participação da população é fundamental para evitar novos casos. "É muito importante sempre que algum morador presenciar uma ação suspeita, entrar em contato com a polícia e nos ajudar", acrescentoou Bianco.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.