Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Dando continuidade ao “Mutirão do Entulho” nos bairros de Ibiporã, a Administração Municipal, através da Secretaria de Obras, recolheu, nos dias 23 e 24 de fevereiro, restos de construção, galhos, madeira e materiais recicláveis das residências e terrenos vazios do Jardim Santa Paula. Nos dias 09 e 10 a ação foi realizada nos Jardins Canadá e Bom Pastor. O objetivo é reforçar as ações de combate à dengue e Febre Chikungunya, eliminando possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti.

Segundo o secretário de Obras, Alexandre Casagrande, 38 caminhões de resíduos sólidos foram retirados do Santa Paula durante a ação. Os recicláveis foram recolhidos pelo Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae). “Encontramos uma grande quantidade de entulho descartado irregularmente nas calçadas e muito material reciclável nos quintais das casas (garrafas, latas, entulhos, vasos de plantas e bebedouros de animais), tornado-se ambientes ideais para a proliferação do mosquito. De nada adianta o poder público se mobilizar se cada cidadão não fizer sua parte”, alerta Casagrande.

Para o prefeito José Maria Ferreira, a conscientização do cidadão faz a diferença na luta contra a dengue.  "Manter o quintal sempre limpo e verificá-lo após toda a chuva, não permitir o acúmulo de água, são atitudes indispensáveis neste combate", reforça José Maria.

O primeiro Levantamento Rápido de Infestação do Aedes Aegypti  (LIRAa), realizado em janeiro deste ano, apontou um índice de infestação do mosquito de 5,6% em Ibiporã, acima do limite recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 1,0%. Até agora foram notificados 120 casos de dengue, sendo 12 confirmados, todos autóctones (contraídos no próprio município).

“Mutirão do Entulho” no Miguel Petri e Said Mustapha Issa

O próximo “Mutirão do Entulho” acontece nesta quinta e sexta-feira (05) e (06) nos Conjuntos Habitacionais Miguel Petri e Said Mustapha Issa. A ação integra

o Plano de Trabalho Técnico Social (PTTS), que compreende um conjunto de ações de caráter informativo e educativo junto aos beneficiários do Programa Minha Casa Minha Vida.

Casagrande explica que para serem recolhidos, os materiais precisam estar separados. "Essa exigência é feita porque os entulhos de construção são destinados em local diferente dos galhos e madeiras. E os materiais reciclados são recolhidos pelo Samae", esclarece o secretário. Para evitar que o maquinário esbarre em árvores, postes ou muro, o secretário pede que a população coloque os materiais a serem recolhidos em cima da calçada, longe desses locais.

Além dos mutirões de limpeza, a Administração Municipal, através da Secretaria de Saúde, realiza ações contínuas de prevenção e combate à dengue, tais como remoção manual de criadouros, aplicação de inseticidas, capacitação de servidores, ações educativas, implantação do teste rápido no município, colocação de 200 armadilhas, conhecidas como ovitrampas, em vários bairros, para evitar a proliferação de novos vetores da doença.

Núcleo de Comunicação Social - PMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios