Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Furgões Ibiporã e Tuberpel adquiriram, por meio de licitação, 31.558,63 m² de terreno, para ampliação de sua produção. Município arrecadou mais de R$1 milhão à vista

O prefeito de Ibiporã, José Maria Ferreira, e o secretário de Indústria e Comércio, Thiago Eik, assinaram na sexta-feira (23) os contratos de compra e venda da última licitação realizada pela pasta para aquisição de terrenos industriais. Os lotes foram disputados na modalidade concorrência e pagos à vista, respeitando requisitos estipulados em edital, tais como: geração de empregos, faturamento anual e pagamento de impostos. A assinatura dos contratos de alienação de imóvel foi acompanhada pelo secretário de Obras, Manoelino de Carvalho, pelo secretário de Finanças, José de Abreu, e representantes das empresas Furgão Ibiporã e Truberpel.

Segundo Eik, a Furgão Ibiporã, maior fabricante nacional de carrocerias frigoríficas, adquiriu um terreno de 26.383,13 m² no Parque Industrial V, BR369, saída para Londrina. O imóvel foi adquirido pelo valor de R$842.677,17. “Objetivando ampliar a produção, a empresa construirá em 4 mil m², com previsão de gerar 200 empregos diretos”, informa o secretário. Fundada em 1992, em Ibiporã, desde 1994 a empresa vem constantemente investindo na ampliação e modernização da sua estrutura física e na capacitação profissional de seus colaboradores.

No final de 2014 a Furgão Ibiporã inaugurou um barracão industrial de cerca de 15 mil m² para ampliar a sua linha de produtos, atendendo também o segmento sorveteiro e agrícola. A empresa possui cerca de 500 colaboradores.

Já a Truberpel – Indústria e Comércio de Papel Ltda adquiriu uma área de 5.175,50 m² no Loteamento Nenê Favoreto, localizado às margens da PR090, saída para Sertanópolis, ao preço de R$224.047,39.  Atualmente a empresa, que atua na fabricação de produtos de higiene institucional (guardanapos, papel higiênico, papel toalha, limpadores e sabonetes espuma), funciona em três espaços alugados. Com a construção de um prédio de 2.100 m², as atividades se concentrarão em um local, melhorando a capacidade de armazenamento, logística e possibilitando o aumento de sua capacidade de oferta de produtos.

As duas empresas terão seis meses para iniciar as obras e até dois anos para concluí-las.

Política industrial

Nos últimos oito anos 83 empresas – a maioria já em pleno funcionamento - de pequeno, médio e grande porte nos mais diferentes segmentos (metalúrgica, comunicação, plástico e tintas, transportadora, alimentos, logística, beneficiamento de couro) foram atraídas para Ibiporã. A Administração Municipal inaugurou dois novos parques industriais – o Condomínio Empresarial Ibiporã, primeiro condomínio industrial fechado da região Norte do Paraná, localizado nas proximidades da BR-369, na saída para Londrina, e o Nenê Favoreto.

Medindo uma área de 325 mil m², o Condomínio Empresarial possui 21 empresas de pequeno, médio e grande porte em fase de projeto e instalação e algumas já funcionando. O parque recebeu cerca de R$35 milhões de investimentos e tem a perspectiva de gerar 1500 novos empregos.

Medindo cerca de 500 mil m², o Nenê Favoreto recebeu investimentos de R$250 milhões. Possui capacidade para 27 empresas se instalarem e gerar 1.000 novos postos de trabalho. Também foi iniciado um projeto de implantação de mais um condomínio industrial em uma área de 114 mil m², localizado na saída para Sertanópolis.

Desde 2014 as empresas interessadas em se instalar em Ibiporã precisam participar de um processo licitatório na modalidade de concorrência para disputar os lotes. Conforme Eik, embora mais complexo, este modelo propicia mais transparência ao processo de repasse de terrenos industriais no município, fomenta a concorrência entre as empresas e capitaliza os cofres municipais. Nos últimos anos 24 empresas receberam o terreno por meio de licitação, arrecadando cerca de R$5 milhões. Atualmente a secretaria de Indústria e Comércio conta com uma Comissão Especial Permanente para analisar e rever as doações e concessões de direito real de uso de empresas que se estabeleceram em Ibiporã no período de 2006 a 2013, período em que os terrenos eram doados às empresas.

As diversas conquistas do município no setor industrial devem-se a política organizada e estratégica desenvolvida pela atual gestão, por meio da criação de espaços adequados para a instalação de novas indústrias e investimento no relacionamento com o empresário.

O estímulo da administração municipal ao setor apresenta resultados positivos ao município, prova disso é o Valor Agregado (V.A) - cálculo estabelecido pelo Governo Estadual para apurar o repasse de ICMS – que o município alcançou. Em 2008, o V.A de Ibiporã era de R$ 661.536,47 milhões. Em 2015 elevou-se para R$ 2.203.370.160,00. O crescimento, em média anual de 32,28%, entre 2009 e 2015. O crescimento total é de 233% para o período de sete anos. “Mesmo em meio a uma grave crise econômica o município experimenta um grande crescimento econômico devido à política de incentivo à industrialização. Ibiporã era vista como cidade dormitório e hoje, com a construção de dois condomínios industriais e a qualificação de nossos trabalhadores, tornou-se uma das primeiras do Brasil em índice de crescimento entre municípios com aproximadamente 50 mil habitantes”, assinala José Maria.

NC/PMI

Clique nas fotos para ampliar

Foto: Thiago Petri/NCS/PMI
Foto: Thiago Petri/NCS/PMI
Nene Favoretto
VISTA DO CONDOMINIO EMPRESARIAL IBIPORA

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios