Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Contemplados com residências nos novos Conjuntos Habitacionais construídos através do ‘Minha Casa Minha Vida’ recebem as chaves nesta segunda-feira (22) 

A Prefeitura de Ibiporã juntamente com a Caixa Econômica Federal (CEF) entrega nesta segunda-feira (22), às 09 horas, na quadra de Esportes do Jardim Afonso Sarábia, a cada um dos 512 contemplados dos empreendimentos Miguel Petri e Said Mustapha Issa, o seu novo lar. Os dois conjuntos habitacionais foram construídos através do Programa ‘Minha Casa Minha Vida’, do Governo Federal, em parceria com o governo estadual e municipal. A Bonora e Costa Construtora e Incorporadora LTDA foi responsável pela edificação das casas.

De acordo com o prefeito José Maria, em 2009, quando assumiu a administração municipal, havia um grande número de solicitações por novas moradias populares na cidade. “Fomos buscar junto ao governo federal, por meio do Ministério das Cidades, estruturas para organizar esse reclame da nossa população”, explica o prefeito.

Após esse contato com o governo federal, a administração fez um estudo, através do Plano Local de Habitação de Interesse Social de Ibiporã (PLHIS), para identificar o perfil dos cidadãos. “Assumimos um compromisso com a comunidade de que faríamos esse processo da maneira mais transparente possível, dentro dos critérios de renda, moradia e necessidade e também, por meio de sorteio aberto, com toda a comunidade acompanhando cada etapa”, esclarece o prefeito.

As 512 residências, 256 em cada conjunto, possuem 40,59 m² divididos em dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Cada casa ainda possui aquecedor solar para os banheiros, fiação para antenas e linhas telefônicas instaladas, assim como várias tomadas por ambientes. Os empreendimentos, destinados as famílias com renda de até R$ 1,6 mil (Faixa I), receberam investimento de R$ 32.316.087,48, do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).

Os conjuntos habitacionais são equipados com infraestrutura completa: calçadas, rede de água e esgoto, iluminação pública, meio fio, asfalto, galerias pluviais, casas adaptadas para pessoa com deficiência, acesso ao transporte público e arborização.

Uma escola municipal também está sendo construída próxima às residências, além da Unidade Básica de Saúde La Fontaine Corrêa da Costa, que está sendo edificada no bairro Agenor Barduco e do Centro Municipal de Educação Infantil Professora Maria Cristina Alves Pereira Wosny (Proinfância II) que já foi finalizado e atenderá a essa população. “Encerro o ano com muita alegria e a sensação de dever cumprido, em relação às famílias que receberão suas novas moradias, pois vamos entregar os conjuntos estruturados”, afirma José Maria. “Há um grande esforço da nossa administração em organizar aquela região, dando mais dignidade às famílias que tinham que tirar parte expressiva da sua renda para pagar o aluguel, cumprindo assim mais uma etapa do nosso compromisso com os cidadãos”, conclui José Maria.

Os esforços da Administração fazem com que Ibiporã seja uma cidade privilegiada. Segundo a vice-prefeita, Sandra Moya, poucas cidades com o porte de Ibiporã conquistaram 1008 casas - 256 do Miguel Petri, 256 do Said Mustapha Issa e 496 do Jamil Sacca (entregues no final de 2013) - junto ao governo federal, por meio do programa ‘Minha Casa Minha Vida’. “Parcerias com outras esferas de governo são importantes, nesses processos especificamente, o apoio do governo federal foi fundamental para que essas 1008 famílias pudessem realizar o sonho de conquistar a casa própria. Com certeza é uma conquista grandiosa da nossa cidade e para os nossos munícipes”, garante a vice-prefeita. “É muito prazeroso fazer parte desta conquista”, acrescenta Sandra Moya.

A Administração Municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social, ficou responsável por atender as exigências determinadas pelos critérios do Programa ‘Minha Casa Minha Vida’, por meio de regulamentação do Ministério das Cidades e do Governo Federal. “Atuar nesses dois processos foi mais fácil, porque já havíamos adquirido alguma experiência no primeiro empreendimento, o Jamil Sacca que tinha o mesmo formato. Isso nos favoreceu a trabalhar com mais serenidade nestes dois novos conjuntos”, revela a Secretária de Assistência Social, Ana Cláudia Vieira Martins. “Entretanto, entregar as casas será mais uma etapa do processo. Nosso trabalho com essas famílias não será finalizado com a entrega dessas residências, pois a administração municipal está atenta as necessidades e continuará oferecendo os serviços públicos, entre eles, o realizado pelo serviço social, que prevê o acompanhamento às famílias, visando a assistência necessária a elas”, assegura ela.

A administração adianta que 256 novos apartamentos serão construídos em Ibiporã, também pelo Programa ‘Minha Casa Minha Vida’, (faixa II), por meio de análise de crédito, com a mesma transparência dos outros três conjuntos habitacionais.

Educação

Com investimentos de R$1,6 milhão, o CMEI Proinfância II foi construído com recursos do Município e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por meio do Programa Nacional de Reestruturação e Aparelhagem da Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância), do Ministério da Educação (MEC). Construído pela Icopan LTDA, de Londrina, o CMEI tipo B, projeto padrão do Governo Federal, possui área de 1.118,48 m²,  e disponibilizará, inicialmente, 170 vagas para atender as famílias dos Conjuntos Azaléia, José Richa I e II, Pedro Morelli, Kaluana, Afonso Sarábia, Agenor Barduco, Jamil Sacca, Miguel Petri e Said Mustapha Issa.

 A nova Escola Municipal Nelson João Sperandio contará com 2.945,00 m², dividida em 12 salas, uma quadra coberta, pátio, bloco administrativo e estacionamento. A escola atenderá em torno de 400 alunos de toda aquela região, em período integral. O investimento na obra será de R$ 3.534,000,00 pelo governo federal. As duas instituições de ensino atendem aos critérios de acessibilidade.

Saúde

A UBS do Agenor Barduco está orçada em R$957.486,40, sendo os recursos provenientes do governo federal, via Fundo Nacional de Saúde (FNS) de R$512 mil e contrapartida do próprio município de R$445.486,40. Com 466 m² de área construída, a UBS é de porte 2, e possuirá  salas de hidratação, sala de Agente Comunitário de Saúde (ACS), sala de coordenação, sala de espera, almoxarifado, farmácia, pré e pós consulta, CPD, sala de vacina, sala de nebulização, banheiros masculino e feminino e para cadeirantes e consultórios médico e odontológico, contemplando todas as exigências da Agência Nacional de Saúde (Anvisa).

NC/PMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios