Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Orientação nas unidades de saúde e distribuição de panfleto sobre Programa Municipal Antitabagismo são algumas das atividades programadas pela Secretaria de Saúde

O Dia Mundial Sem Tabaco, comemorado neste sábado (31), será lembrado em Ibiporã com ações de conscientização sobre os malefícios do cigarro. Segundo a coordenadora da Divisão de Programas de Saúde, Rosângela Borges, haverá orientação nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e encaminhamento de material sobre o tema para as empresas, visto que o cigarro atrapalha a produção e o meio ambiente laboral. “Além disso, agentes comunitários, em sua visita domiciliar, distribuirão panfletos informativos sobre o programa permanente de combate ao fumo ofertado pela Rede Municipal de Saúde”, informa Rosângela.

Criado em 2005, o Programa Municipal Antitabagismo reúne grupos de pessoas que querem parar de fumar. Uma equipe multidisciplinar (médico, psicólogo, nutricionista, enfermeiro, fisioterapeuta, acupunturista) atende o grupo em sessões semanais. Os profissionais utilizam materiais de orientação e tratamento, fornecidos pelo Instituto Nacional de Câncer e pelo Ministério da Saúde. Após as sessões, há um acompanhamento quinzenal durante dois meses e o paciente é observado ao longo de um ano. “Cerca de 300 pessoas já participaram do programa ao longo destes anos. Cerca de 35% delas conseguem abandonar o vício”, afirma a coordenadora.

Segundo a enfermeira da UBS do Jardim San Rafael e pioneira na implantação do programa no município, Tereza Kiomi Sonoda, atualmente um grupo está em andamento e se reúne todas as terças-feiras à noite no Centro de Referência de Especialidades Médicas de Ibiporã (Cremi). Em junho também será formado um grupo na UBS da Vila Esperança. “Há uma boa taxa de sucesso porque juntos os pacientes se encorajam para superar a dependência. É muito bom ver a melhora na saúde e autoestima dessas pessoas, que compartilharam suas dificuldades e conquistas e alcançaram seus objetivos”, comenta Tereza.

As pessoas que quiserem parar de fumar podem procurar a UBS mais próxima de sua casa e se informar.

O Dia Mundial Sem Tabaco – 31 de maio – foi criado em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo.

O tabagismo é considerado pela OMS a principal causa de morte evitável em todo o mundo. O total de mortes devido ao uso do tabaco atingiu a cifra de 5,6 milhões de mortes anuais, o que corresponde a mais de 10 mil mortes por dia.

Um estudo realizado pela Aliança de Controle do Tabagismo (ACT) revela que o Brasil gasta em torno de R$ 21 bilhões no tratamento de pacientes com doenças relacionadas ao cigarro. O estudo demonstra ainda que o tabagismo é responsável por 13% das mortes no País. São 130 mil óbitos anuais, sendo 350 por dia. Dados do Ministério da Saúde indicam que a fumaça do cigarro reúne cerce de 4.700 substâncias tóxicas diferentes, muitas delas cancerígenas.

Dicas para parar de fumar:

·         É importante se conscientizar de que deseja parar de fumar, porque o cigarro faz mal a sua saúde e a das pessoas com as quais você convive;

·         Marque um dia para parar de fumar definitivamente;

·         No dia marcado, jogue fora o cigarro, o cinzeiro e o isqueiro;

·         Cada vez que tiver vontade de fumar, tome um ou dois copos de água gelada e use o kit fissura, elegendo alimentos de baixa caloria: ele pode ser doce (cravo, canela em pau, ameixa seca, uva passa sem caroço, damasco picado) ou se preferir salgado (cenoura, erva doce, pepino, pimentão amarelo, verde e vermelho cortados em palito);

·         Escove os dentes logo após as refeições para bloquear a vontade de fumar;

·         Pratique qualquer atividade física, como caminhar, todos os dias por trinta minutos contínuos ou fracionados ao longo do dia (10 minutos pela manhã, mais 10 minutos à tarde e 10 minutos à noite).

Núcleo de Comunicação Social – PMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios